EUA voltam a dar 90 dias à Huawei

Apesar de a administração de Donald Trump ter dado mais 90 dias de extensão comercial aos negócios EUA-Huawei, a tecnológica chinesa desvaloriza este prazo, considerado que continua a ser tratada injustamente

EUA voltam a dar 90 dias à Huawei

“Esta decisão não muda o facto de a Huawei continuar a ser tratada injustamente”, disse a empresa em resposta à notícia da extensão de 90 dias do prazo em que é aceitável às empresas norte-americanas fazerem negócios com a tecnológica chinesa.

“A extensão da licença temporária visa permitir às operadoras continuarem a servir clientes em áreas remotas dos Estados Unidos que de outra forma ficariam sem serviços”, esclareceu o Secretário do Comércio dos EUA, Wilbur Ross. “O Departmento vai continuar a monitorizar com rigor a tecnologia sensível para garantir que as nossas inovações não são aproveitadas por aqueles que ameaçam a nossa segurança nacional”, acrescentou o responsável.

Em maio, o presidente Donald Trump assinou uma ordem executiva que declarava uma “emergência nacional” e barrava as empresas dos EUA de usarem equipamentos de telecomunicações de fabricantes que se considere ameaçarem a segurança nacional. O Departamento do Comércio deveria ter elaborado um plano de execução em outubro mas ainda não foi publicado qualquer documento.

O Departamento está também a considerar ceder licenças individuais a empresas norte-americanas para venderem componentes da Huawei depois de recebidos mais de duas centenas de pedidos, mas ainda não é conhecida resposta a estes pedidos.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 22 novembro 2019

IT INSIGHT Nº 22 novembro 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.