União Europeia financia 170 ideias de inovação

A iniciativa ATTRACT inicia um projeto de um ano para desenvolver tecnologias de sensores de imagem que vão permitir inovações revolucionárias. As principais áreas de aplicação para onde estas ideias estão a ser direcionadas incluem diagnósticos médicos, monitorização ambiental, mudanças climáticas e ciência de materiais

União Europeia financia 170 ideias de inovação

O Attract, um projeto de investigação e inovação do Horizonte 2020 financiado pela União Europeia e apoiado por um consórcio de nove parceiros, anunciou 170 ideias inovadoras que vão receber, cada uma, cem mil euros para desenvolver tecnologias para mudar a sociedade.

Uma reunião inicial no CERN em Genebra iniciará o relógio com uma contagem regressiva de um ano para as propostas selecionadas para comprovar o mérito científico e o potencial de inovação das suas tecnologias disruptivas de deteção e imagem.

Os projetos selecionados para financiamento foram retirados de um conjunto de mais de 1.200 propostas de investigadores e empresários de organizações científicas e industriais em todo o mundo. Um Comité Independente de Investigação, Desenvolvimento e Inovação utilizou um rigoroso processo de avaliação para determinar quais destas propostas deveriam receber cem mil euros de financiamento.

“170 ideias inovadoras foram selecionadas com base numa combinação de mérito científico, prontidão para inovação e potencial impacto social”, explicou Sergio Bertolucci, presidente do Comité Independente da Attract. “A ideia é acelerar o processo de desenvolvimento de tecnologias inovadoras e aplicá-las para enfrentar os principais desafios da sociedade”.

De realidade aumentada a sensores e dispositivos inteligentes, muitas das 170 ideias escolhidas vão desenvolver tecnologias disruptivas que poderiam ajudar a melhorar o diagnóstico clínico, monitorização de saúde e tratamentos personalizados para doenças como cancro, Alzheimer ou malária, bem como doenças cardíacas e neurológicas.

Equipas interdisciplinares de investigadores, empreendedores e empresas de todo o mundo vão, também, desenvolver novos sensores e dispositivos que vão permitir inovações radicais em muitos outros setores com alto potencial de mercado. As novas tecnologias vão incluir dispositivos inteligentes para monitorização ambiental, soluções verdes para combater as mudanças climáticas, aplicações avançadas para os cidadãos, sistemas inteligentes para processos de fabricação e tecnologias disruptivas para expandir o conhecimento científico.

Os 170 projetos financiados pelo Attract terão um ano para mostrar que as suas ideias disruptivas valem mais investimento e vão apresentar os seus resultados numa conferência no outono de 2020 em Bruxelas.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 20 Julho 2019

IT INSIGHT Nº 20 Julho 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.