A IT Insight é Media Partner do Portugal Smart Cities Summit 2023

Portugal Smart Cities Summit será “uma mostra de soluções que será do interesse de autarcas, técnicos municipais, decisores de empresas”

Em entrevista, Miguel Anjos, gestor do Portugal Smart Cities Summit 2023, aborda o Portugal Smart Cities Summit, o principal evento para cidades inteligentes em Portugal e que, este ano, se realiza de 10 a 12 de outubro na FIL, em Lisboa

Portugal Smart Cities Summit será “uma mostra de soluções que será do interesse de autarcas, técnicos municipais, decisores de empresas”

Como sente que estão a evoluir os conceitos de mobilidade, plataformas digitais e sustentabilidade em Portugal?

O evoluir dos conceitos referidos são evidentes no nosso país, sendo de facto o Portugal Smart Cities Summit o evento onde quer ao nível da exposição, quer ao nível do debate se reflete toda esta evolução positiva no sentido da sustentabilidade.

A meu ver há uma consciência cada vez maior de que a transição energética é fundamental para se atingir a neutralidade carbónica em 2050. A mobilidade eléctrica tem vindo a crescer e a própria legislação europeia prevista a partir de 2035, com a proibição de comercialização de veículos com combustão interna, fará crescer a oferta das marcas de automóveis eléctricos, os quais evoluirão naturalmente para uma autonomia maior e condições de aquisição mais favoráveis. É evidente o aumento dos postos de carregamento e esta opção começa a fazer parte das mentalidades em geral. Também assistimos a um aumento crescente de ciclovias que vão de encontro ao objectivo generalizado de nos continuarmos a deslocar de forma eficaz e sem prejudicarmos o ambiente, contribuindo para o desenvolvimento económico geograficamente equilibrado.

No que reporta às plataformas digitais, é evidente que facilitam cada vez mais os processos operacionais na medida em que são armazenadas informações relevantes para o negócio e podem ser partilhadas por vários utilizadores em vários pontos do mundo. A privacidade e a segurança são factores essenciais na utilização das plataformas digitais. Atualmente, já não concebemos o quotidiano laboral sem conceitos como o teletrabalho, videoconferências ou o e-commerce. Neste Evento conceitos como IT, IoT, big data, entre outros estão patentes nas soluções tecnológicas mais avançadas que utilizamos de uma forma natural e eficaz. De salientar que já em 2019, Portugal estava no terceiro lugar do ranking de 14 países europeus com trabalhadores cuja actividade profissional se desenvolvia nas plataformas digitais e que a evolução no período pandémico foi evidente (10,6 % em Portugal auferiam vencimento mensal através das plataformas digitais - fonte Joint Research Centre (JRC), da Comissão Europeia (CE)). 

As cidades e vilas estão a procurar tornar-se ‘smart cities’? Quais são os principais investimentos de uma autarquia para que a sua cidade ou vila se torne numa cidade inteligente?

Como é do conhecimento comum, são várias as vertentes que tem de ser consideradas numa Smart City. É evidente a responsabilidade do poder local, enquanto agente ativo das políticas territoriais e das decisões de investimentos considerados prioritários.

Por esse motivo, o primeiro dia do Evento é dedicado às Autarquias, promovendo a participação de centenas de autarcas, provenientes de todos o país, numa conferência mobilizadora, em que serão debatidos os desafios que se impõem às cidades, se trocam experiências e se promovem parcerias. Na exposição, será possível visitar stands de vários municípios que demonstram as mais valias da sua cidade em busca de investidores e do aumento da população residente.

Cada município saberá qual o setor prioritário para a sua evolução, se é a smart mobilidade, a transição energética, a IT (information technology), a IoT (Internet of Things), a cybersecurity, a gestão da água, dos resíduos e do ambiente em geral, ou até a área da saúde e bem-estar (apostando em infraestruturas que vão desde unidades de saúde a parques infantis)

Qual será o grande foco do Portugal Smart Cities Summit de 2023?

O Portugal Smart Cities 2023, aposta fortemente na internacionalização e em destacar a excelência ao nível dos projectos inovadores e soluções tecnológicas para as Smart Cities.

Este é um Evento de referência nacional que tem como objectivo apresentar e promover as oportunidades de negócio entre empresas e entidades que concorrem para a modernização das Cidades, as novas políticas e estratégias para a transformação em Smart Cities, apoia o empreendedorismo e a investigação científica, dá visibilidade a empresas e entidades de base tecnológica, e proporciona a transferência de conhecimento e inovação do meio académico e científico para o meio empresarial, nacional e internacional. Destaca as Cidades enquanto Marketplace de negócios, dá especial relevo às últimas tendências tecnológicas, e apresenta cadeias de valor e soluções urbanas sustentáveis dentro do Ecossistema Smart.

É ainda o Marketplace de excelência para a internacionalização, através da criação de oportunidades de negócio com a presença de Expositores estrangeiros e vinda de Visitantes, delegações empresariais e outros, de outros países.

A quem se dirige o Portugal Smart Cities Summit?

O Portugal Smart Cities Summit engloba dois universos de destinatários, por um lado os expositores e por outro lado os visitantes e participantes nas conferências.

Assim, podemos considerar que tem cabimento na exposição autarquias e entidades públicas e privadas nacionais e internacionais, empresas e Startups ligadas aos seguintes clusters: Mobilidade, Energia, IoT, Ambiente e Sustentabilidade, Água, Resíduos, Inteligência Artificial, Cibersegurança, Big Data. De referir ainda, a importância da participação de Instituições de Ensino – Secundário, Superior, Politécnicos e Escolas Profissionais – assim como, Centros de Investigação.

No que reporta aos visitantes, o Evento terá uma mostra de soluções que será do interesse de autarcas, técnicos municipais, decisores de empresas, engenheiros, arquitectos, investidores, empreendedores, professores, estudantes do ensino universitário e secundário, bancos e instituições financeiras, decisores de organizações públicas, consultores, empreiteiros, designers, embaixadas, fornecedores e compradores de tecnologias, integradores de sistemas tecnológicos, operadoras de telecomunicações e agências de planeamento e desenvolvimento urbano.
Por fim, o Evento destina-se a todos os cidadãos, na medida em que é uma mostra de soluções inteligentes para as cidades, as quais promovem o bem-estar e a qualidade de vida dos cidadãos.

O que é que os participantes podem esperar da edição deste ano?

A 9.ª Edição do Portugal Smart Cities Summit reunirá todos os setores fundamentais para as Smart Cities, nomeadamente governação, mobilidade, energias, IT & IOT, cyber security, água, resíduos e ambiente, saúde e bem-estar.

O maior Marketplace nacional irá promover o networking, criar oportunidades de negócio neste sector e ser palco de debate sobre os temas atuais relacionados com as cidades do futuro.

Este ano, a Fundação AIP institui o Prémio “Portugal Smart Cities Summit - António Almeida Henriques”, o qual será  atribuído anualmente no âmbito da realização do Evento e tem como objectivo distinguir e premiar as diferentes propostas e projectos de ecossistemas de inovação e implementação de práticas inteligentes em Comunidades Intermunicipais, Municípios nacionais e Juntas de Freguesias, orientados pela implementação com sucesso de projectos sustentáveis, eficientes e pela criação de soluções de inteligência urbana. No primeiro dia do Evento, 10 de outubro, serão conhecidos os vencedores.

A dimensão internacional do Evento é outra das fortes apostas desta edição, quer ao nível dos expositores, quer ao nível de visitantes. Para além do País convidado e da Cidade convidada, a anunciar brevemente, o evento conta já com uma forte representação de empresas expositoras provenientes de outros mercados com especial destaque para a China, com a participação oficial da Hungria e de Taiwan. Estão igualmente previstas várias missões empresarias de visitantes do continente africano.

 

A IT Insight é Media Partner do Portugal Smart Cities Summit 2023

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.