IDC Directions 2015 arranca no Estoril

A edição 2015 do IDC Directions começa hoje no Centro de Congressos do Estoril e junta mais de mil analistas, gestores e decisores de negócio para debater as principais tendências tecnológicas e o seu impacto nas empresas e organizações portuguesas nos próximos anos. O enfoco será a 3ª plataforma tecnológica (Mobilidade, serviços Cloud, Tecnologias Sociais, Big Data e IoT).

IDC Directions 2015 arranca no Estoril

No Directions 2015 serão debatidas as principais tendências tecnológicas no mundo e em Portugal e o seu impacto nas empresas e organizações portuguesas nos próximos anos. A IDC vai também apresentar as principais conclusões do “Portugal Tech Insights 2020”, um conjunto de estudos que tem como objetivo identificar as principais tendências tecnológicas até 2020 e analisar como as organizações portuguesas podem ganhar vantagem competitiva no novo contexto económico e tecnológico.

“Enquanto os mercados associados à 2ª plataforma vão entrar em modo de recessão em todo mundo, os mercados ligados à 3ª plataforma, isto é, ligados à mobilidade, aos serviços Cloud, às tecnologias sociais e de Big Data, vão crescer 13% a nível mundial em 2015. Em resumo, a 3ª plataforma representa já hoje 30% do total do mercado das TIC e praticamente 100% do seu crescimento”, destaca Gabriel Coimbra, diretor-geral da IDC Portugal.  

O responsável da IDC em Portugal diz que, entre 2015 e 2020, a consultora prevê o início da fase mais crítica da 3ª plataforma. “Esta fase é caraterizada por ‘aceleradores de inovação’ que estendem radicalmente as capacidades e aplicações da 3ª plataforma, como é o caso da Internet das Coisas (IoT), Wearable Computing, Drones, Robótica, Impressão 3D, Sistemas Cognitivos, Biologia Sintética, Interfaces Naturais de Computação, etc. Neste contexto de crescimento e transformação tecnológica, trazendo grandes desafios mas também oportunidades para todas as organizações nacionais, a IDC acredita que a capacidade para abraçar esta 3ª plataforma tecnológica irá redefinir a liderança em todos os sectores económicos e na administração pública. É este o mote para o Directions 2015”.

A IDC prevê que em 2020 todos os sectores económicos a nível mundial sejam liderados por organizações e empresas com acentuada presença na economia digital, uma vez que esta proporciona uma melhor experiência para os clientes, aumenta a eficácia operacional e inova os modelos de negócio.

A agenda conta com um painel de 30 oradores, nacionais e internacionais, e 28 empresas presentes na área de exposição.

O evento conta com diversos níveis de patrocínios por parte da indústria. A Schneider Electric é patrocinador Platinum do evento participará com a apresentação de Kevin Brown, vice presidente Datacenter Global Strategy and Technology, intitulada “Can traditional approaches keep up with IoT – Data Center PUE, Energy Consumption, and the rise of Micro-Data Centers”, onde falará sobre como, devido ao aumento gigantesco da produção de dados a partir de centros de dados, estimados em 44 zettabytes em 2020, poderá ser necessária uma nova abordagem, com uma visão mais holística do consumo de energia.

A Opensoft associa-se enquanto patrocinador Silver e a Intel marca presença  no painel de discussão “CIO Success= Business and IT Transformation”, com Alexandre Santos, director da Intel Portugal, que debaterá a atual necessidade de evolução transformativa dentro das empresas ao nível das TI e do negócio.

Na zona de exposição, a Vodafone terá um stand subordinado ao tema das “Smart Cities”, no qual apresentará as suas diversas soluções de gestão inteligente e eficiente para dinamização de uma cidade. Entre as mais recentes novidades para as cidades do futuro na área da tecnologia e inovação, a operadora vai demonstrar as soluções que disponibiliza para edifícios, estacionamento, gestão de energia ou trânsito, entre outras, todas elas suportadas na tecnologia Machine-to-Machine (M2M).

Recorde-se que a Vodafone mantém uma posição de liderança mundial nesta área (Gartner Magic Quadrant), tendo recentemente sido considerada a melhor fornecedora de comunicações M2M do mundo, segundo um estudo independente da Analysys Mason. A Vodafone tem apostado de forma consistente na materialização desta tecnologia, ajudando as empresas a prepararem-se para os desafios do futuro, nomeadamente no que diz respeito à sustentabilidade dos seus negócios e do meio envolvente.

O humorista Nuno Markl fecha o evento com “A Caderneta de Cromos das TIC”.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.