Nem todas as empresas têm a capacidade e tecnologia necessárias para manter os projetos digitais previstos

Estudo indica que apenas 37% das empresas têm o que é necessário para manter os projetos digitais que estavam previsto e quase três em cada cinco inquiridos concorda que os desafios de integração impedem o crescimento dos negócios e das receitas

Nem todas as empresas têm a capacidade e tecnologia necessárias para manter os projetos digitais previstos

A MuleSoft, empresa da Salesforce, anunciou as conclusões do relatório 'The State of Business and IT Innovation'. O inquérito global, que contou com a participação de 1.739 colaboradores da linha de negócios (line of business – LoB) em empresas com pelo menos 250 trabalhadores, revela que apenas 37% das empresas dispõem da capacidade e da tecnologia necessárias para acompanhar os projetos digitais durante a pandemia de COVID-19.

A grande maioria (82%) dos colaboradores LoB acredita que necessita de acesso rápido e fácil a dados, sistemas de TI e aplicações para desenvolverem o seu trabalho com eficácia e permanecerem produtivos. O acesso a dados é fundamental, pois mais da metade (59%) dos utilizadores LoB estão envolvidos na identificação, sugestão ou desenvolvimento de novas formas de melhorar a entrega de serviços digitais externamente, como a construção de um portal online de auto atendimento ou uma aplicação móvel orientada para o cliente. No entanto, menos de um terço (29%) considera que a sua organização é muito eficaz em conectar e utilizar dados de várias fontes para gerar valor de negócios.

Qualquer setor está a enfrentar mudanças imediatas e todas as empresas precisam de responder às necessidades dos seus clientes com mais rapidez do que nunca, num mundo cada vez mais digital”, afirma Brent Hayward, CEO da MuleSoft. “Este inquérito mostra que os dados são um dos ativos mais críticos de que as empresas precisam para se moverem rapidamente e prosperarem no futuro. As organizações precisam de capacitar cada colaborador para desbloquear e integrar dados - independentemente do local onde residem - para entregar projetos críticos urgentes e inovação em escala, enquanto tornam os produtos e os serviços mais conectados do que nunca”.

De acordo com a McKinsey, as empresas que anteriormente mapeavam a estratégia digital em fases de um a três anos devem agora dimensionar as suas iniciativas numa questão de dias ou semanas. Este relatório também lança algumas considerações no âmbito da pandemia de Covid-19 que levou a um aumento nas iniciativas digitais numa média de 11-23% , destacando o que está a prejudicar o ritmo dos negócios e a capacidade de responder às expectativas dos clientes:

  • Silos de dados: um terço (33%) dos colaboradores LoBs afirma que a pandemia de Covid-19 revelou a falta de conectividade entre os sistemas de TI, aplicações e dados existentes como uma ineficiência quando se trata de distribuição digital.
  • Falta de capacidades digitais: quase três em cada dez (29%) colaboradores LoB refere que a falta de capacidades digitais em toda a empresa também se traduz em ineficiência na entrega de projetos digitais.
  • Equipas de TI já sobrecarregadas não conseguem entregar projetos com rapidez suficiente: Mais de metade (51%) dos colaboradores LoB sentem-se atualmente frustrados com a velocidade com que a sua equipa de TI pode entregar projetos digitais.

Os desafios de integração afetam diretamente a receita e as experiências do cliente. À luz das crescentes ineficiências operacionais, não é surpreendente que mais da metade (54%) dos entrevistados LoB afirmem que estão frustrados com o desafio de conectar diferentes sistemas de TI, aplicações e dados na sua organização. Muitos olham para essa fraqueza como uma ameaça aos seus negócios e a capacidade de fornecer experiências conectadas ao cliente.

  • Sistemas e dados isolados reduzem o crescimento dos negócios: os colaboradores LoB estão cientes das repercussões da falha ao conectar sistemas, aplicações e dados. Mais da metade (59%) concorda que o insucesso nesta área prejudicará o crescimento dos negócios e as receitas.
  • Atrás das experiências desconectadas encontram-se sistemas, aplicações e dados desconectados: a maioria (59%) dos colaboradores LoB concorda que a incapacidade em conectar sistemas, aplicações e dados terá um impacto negativo na experiência do cliente - um pré-requisito fundamental para o sucesso dos negócios nos dias de hoje.
  • Iniciativas de automação requerem integração: três em cada cinco (60%) entrevistados admite que a falha ao conectar sistemas, aplicações e dados também prejudicará as iniciativas de automação. Isto ocorre num momento em que um número crescente de organizações está a procurar automatizar processos de negócios através de recursos como a automação de processos robóticos (RPA).

As organizações devem desbloquear dados para capacitar todos a tornarem-se digitais, mais rapidamente. À medida que a procura por iniciativas digitais aumenta, as organizações em todos os setores precisam de se mover mais rápido do que nunca. Os utilizadores empresariais ficam frustrados com os silos de dados, reduzindo a sua capacidade de responder à procura do cliente e inovar no trabalho totalmente digital de hoje em dia. O relatório destaca a necessidade de democratizar esses recursos, facultando aos utilizadores de negócios as ferramentas necessárias para desbloquear dados, conectar aplicações e automatizar processos de forma rápida e fácil.

  • As organizações precisam de dimensionar a inovação além do departamento TI: a maioria (58%) dos colaboradores LoB considera que os líderes de TI estão a gastar mais tempo a manterem-se a funcionar em vez de apoiarem a inovação. Além disso, 44% afirma mesmo que pensa que o departamento de TI da sua organização é um obstáculo à inovação. Ao utilizar um modelo de auto atendimento que capacita todos a desbloquear dados, a TI pode permitir a inovação em todos os lugares - de uma forma que é administrada, mas não controlada por TI. A TI pode então ser dispensada de integrações táticas e manutenção para se concentrar mais na inovação e entrega de projetos de alto impacto.
  • Parceria com a TI será fundamental para impulsionar a inovação: Mais de dois terços (68%) dos entrevistados acredita que os colaboradores de TI e LoB devem unir-se para impulsionar em conjunto a inovação na sua organização.
  • Os colaboradores LoB precisam de aceder facilmente a dados para se moverem mais rapidamente: 80% dos entrevistados considera que seria benéfico para a sua organização se os dados e os recursos de TI fossem detectáveis e pré-criados em blocos de construção, que permitissem aos colaboradores LoB a criação de soluções digitais e entrega de projetos digitais para os próprios.
Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 30 março 2021

IT INSIGHT Nº 30 março 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.