Investimentos globais em transformação digital mantêm-se robustos

A IDC prevê que os gastos globais em transformação digital vão atingir 3,4 biliões de dólares em 2026, o que representa uma taxa de crescimento anual composta de 16,3%

Investimentos globais em transformação digital mantêm-se robustos

As organizações mais direcionadas para o futuro têm vindo a dar continuidade à transformação digital com o objetivo de criar fontes de valor através de produtos, serviços e experiências digitais. Segundo indica a IDC, como benefício adicional, a pandemia revelou que os esforços de transformação digital melhoram a resiliência de uma organização contra as disrupções do mercado. Neste sentido, o Worldwide Digital Transformation Spending Guide da IDC prevê que os gastos globais em transformação digital vão atingir 3,4 biliões de dólares em 2026, com uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de cinco anos de 16,3%.

Apesar da força dos constrangimentos globais da cadeia de valor, da subida da inflação, da incerteza política e de uma recessão iminente, espera-se que o investimento na transformação digital se mantenha robusto”, afirma Craig Simpson, research manager da área de Data & Analytics da IDC. “Os benefícios de investir em tecnologia de transformação digital, incluindo automação, inteligência, transparência operacional e apoio direto na experiência do cliente, todas as áreas-alvo do negócio focam-se para conter o ambiente atual de incerteza e aproveitar ao máximo todas as oportunidades na recuperação”, completa.

O caso de uso da transformação digital que verá os maiores investimentos é ao que a IDC chama de 'Innovate, Scale, Operate', uma vasta área que abrange operações de grande escala, incluindo atividades de produção, construção e conceção. As principais funções empresariais que compõem esta área incluem a gestão da cadeia de valor, engenharia, design e investigação, operações e operações de manufatura. Esta área deverá representar mais de 20% de todos os investimentos em transformação digital no período previsto.

Os restante maiores casos de uso são 'Back-Office Support and Infrastructure', representando um total de 15% de todos os gastos e 'Customer Experience' representa cerca de 8%, de acordo com a IDC. Entre os mais de 300 casos de uso de transformação digital, os de crescimento mais rápido incluem 'Digital Twins' e 'Robotic Process Automation-Based Claims Processing', com um CAGR de 35,2% e 31%, respetivamente.

No período previsto, quase 30% dos gastos em transformação digital a nível global deverão provir das indústrias de 'Discrete and Process Manufacturing', com os casos de uso de 'Robotic Manufacturing', 'Autonomic Operations' e 'Self-Healing Assets and Augmented Maintenance' a destacarem-se.

Entre as restantes maiores indústrias em gastos de transformação digital estão os 'Professional Services and Retail', nos quais o 'Back-Office Support and Infrastructure' é o principal caso de uso. A indústria de 'Securities and Investment Services' assistirá ao crescimento mais rápido dos gastos, com um CAGR de 20,6%, seguido de 'Banking and Healthcare Providers' com CAGR de 19,4% e 19,3%, respetivamente.

Os EUA vão ser a geografia com o maior mercado nos gastos de transformação digital, representando quase 35% do total mundial e superando a marca de 1 bilião de dólares em 2025. A Europa Ocidental será a segunda maior região com quase um quarto de todos os gastos. Já a China verá o crescimento mais forte dos gastos com um CAGR de 18,6%, seguida pela América Latina com um CAGR de 18,2%.

Os consumidores e empresas da região Ásia Pacífico excluindo o Japão e a China (APeJC) estão a crescer em tecnologia conectada e tendem a consumir mais produtos e serviços digitais”, afirma Mario Allen Clement, associate director manager da equipa de Gastos de IT da Ásia Pacífico.

Mais, o investigador explica que, “com a pandemia e a recuperação, as organizações aceleraram os seus compromissos digitais, com produtos e serviços, que foram predominantemente melhorados através da implementação mais rápida da tecnologia digital. Cada vez mais empresas começaram a ser digitais como fonte de resiliência e inovação, o que é demonstrado em toda a região à medida que novas ofertas e soluções estão amplamente disponíveis. Espera-se que a região de APeJC cresça em dois dígitos durante o período previsto, em que os casos de uso de IoT e Robótica mostram um elevado potencial no setor da manufatura”.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.