Branded Content

A cloud é crucial para o nosso futuro

Apesar de a cloud estar longe de ser um tema novo, só agora é que começamos realmente a perceber todo o seu potencial

A cloud é crucial para o nosso futuro

A expressão talvez seja demasiado forte, até porque acredito que as sociedades têm capacidade de se reinventar e ultrapassar qualquer obstáculo, seja com ou sem cloud, mas que a cloud pode ter um impacto muito positivo no nosso dia a dia, disso não tenho absolutamente qualquer dúvida.

 

Digital-first

Cada vez mais a cloud tem um impacto no meio que nos rodeia, de elevadores inteligentes a veículos com condução autónoma, táxis voadores ou drone taxis, passando por fábricas inteligentes – o mundo à nossa volta está cada vez mais inteligente, seguro e, acima de tudo, mais bem gerido, o que, em grande parte, se deve à capacidade que a cloud tem de armazenamento e análise de dados.

Este impacto sente-se também nas empresas. A cloud veio democratizar o acesso à tecnologia na medida em que já não só as grandes organizações que têm a capacidade de adquirir o último grito da tecnologia. Hoje, qualquer organização, grande ou pequena, tem acesso a centenas de serviços na cloud.

O que hoje diferencia cada vez mais as empresas não é tanto a sua capacidade de investimento, mas sim até que ponto estas conseguem colocar em prática as suas ideias. São vários os exemplos de empresas criadas nos últimos dez anos que, num curto espaço de tempo, conseguiram criar disrupção nos mercados onde estão inseridas. Aliás, atrevo-me a dizer que foram mais longe e criaram os seus próprios mercados. Veja-se o caso da Netflix, Uber, Airbnb, Farfetch, Spotify, entre outras. Há pelo menos dois pontos que estas empresas têm em comum: boas ideias e a cloud, que todas utilizam para colocar as boas ideias em prática.

 

A era dos dados

Porque é que só agora é que apareceu o Big Data? Hoje há Big Data porque há cloud. A cloud, e os cloud providers, trouxeram-nos a capacidade de podermos armazenar quantidades praticamente ilimitadas de informação, ou seja, Big Data. E porque é que o Big Data é importante? A resposta será diferente de organização para organização, mas vou dar um exemplo: todos nós temos pelo menos um ou mais cartões de cliente, um exemplo clássico é o cartão das grandes superfícies comerciais.

Esses cartões são ótimos porque nos permitem adquirir alguns artigos com desconto, mas será que existem só para esse efeito? Não, na verdade, sempre que realizamos uma compra e utilizamos o dito cartão, a superfície comercial passar a saber um pouco mais sobre os nossos hábitos de consumo.

Com essa informação, e com ajuda de alguma inteligência artificial, essa grande superfície poderá começar a fazer promoções orientadas a cada indivíduo, com uma percentagem de sucesso brutalmente assustadora. Este é apenas um exemplo, mas existem muitos mais, como deteção de fraude bancária, previsão de surtos de doenças, entre muitos outros cenários.

Certo é que a cloud tem e continuará a ter cada vez mais impacto na nossa vida pessoal, profissional e na sociedade onde nos inserimos. No entanto, ainda só estamos a ‘arranhar’ a superfície no que respeita à maximização dos benefícios que pode trazer.
 

Branded Content

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.