Branded Content

7 dicas para implementar a tecnologia de cidades inteligentes (smart cities) na gestão do Século XXI

Caso esteja a tentar idealizar como o seu município pode beneficiar da tecnologia Smart Cities, o primeiro passo é adotar um conceito que seja incrivelmente amplo e depois focá-lo onde ele faça mais sentido para a sua comunidade, o seu contexto de serviços e os seus cidadãos

7 dicas para implementar a tecnologia de cidades inteligentes (smart cities) na gestão do Século XXI

De muitas maneiras, é um bom problema a ter: com mais de 600 municípios em todo o mundo a executar pelo menos um projeto Smart Cities, e o valor global dessa atividade a chegar a 400 mil milhões até 2020, há um crescente número de dados e de casos de estudo para orientar a sua preparação e planeamento. Mas existe um ponto a ter em especial atenção, que é ter demasiadas escolhas.

Do planeamento urbano e planeamento de transporte local, aos serviços ambientais e segurança pública, a decisão de adotar a Smart Cities abre uma ampla gama de opções para melhorar os serviços, reduzir custos e proporcionar uma melhor qualidade de vida em todo o município.

Agora, se decidiu que é o momento para a sua comunidade começar a adotar a tendência Smart Cities, ajuda entender os recursos comuns que atravessam a maioria das iniciativas que já estão em curso.

Eles incluem:

  • Acesso oportuno a um volume amplo de dados, como descrito;
  • Planeamento local progressivo;
  • Estratégias inteligentes para investimentos em tecnologia;
  • Foco na sustentabilidade ambiental, juntamente com a respetiva preparação económica;
  • Compromisso com a transparência e o acesso público;
  • Uso efetivo dos meios ao dispor tal como Social Media.

Os projetos funcionam porque incorporam a contribuição do cidadão, oferecendo uma paleta de ferramentas, especialmente de auto atendimento, integram totalmente as atividades de gestão em áreas desafiadoras como água, transporte e gestão de terrenos e dependem fortemente da recolha, monitorização e análise contínua de dados.

Como chegar até lá

Aqui estão sete dicas para o lançamento de uma iniciativa de Smart Cities na sua comunidade.

  1. Não tente "ferver o oceano". Escolha um projeto prioritário e adapte-o às necessidades e prioridades específicas do seu município.
  2. Assegure-se de que o programa tem apoio de cima a baixo, desde autoridades eleitas e executivo municipal até ás partes interessadas e cidadãos do dia-a-dia.
  3. Aplique um modelo de gestão forte numa pedra angular do projeto.
  4. Planeie o seu orçamento inicial com o longo prazo em mente, reconhecendo que o retorno financeiro e social do seu investimento em Smart Cities levará algum tempo para ter o respetivo resultado.
  5. Escolha um projeto que faça o melhor uso da abordagem de Smart Cities, dividindo silos e criando sinergias entre departamentos, agências, cidades ou freguesias.
  6. Conte a sua história de forma a gradualmente construir interesse e apoio de níveis mais altos do executivo.
  7. Trabalhe com um parceiro de tecnologia que tenha experiência para o ajudar a definir prioridades e encontrar o caminho mais eficiente e coerente para atingir os seus objetivos.

Com a sua capacidade de combinar inteligência de negócios móvel e social, personalizada, e participação ininterrupta dos cidadãos em uma plataforma única e integrada, as soluções Infor acumulam um conhecimento transformado em prática em conjunto com municípios dos Estados Unidos, exportando esse conhecimento adquirido e sustentado, e encarando de forma natural o apoio aos municípios para entregar a gestão de século XXI aos cidadãos do século XXI.

 

Branded Content co-produzido pela MediaNext para a Infor

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 20 Julho 2019

IT INSIGHT Nº 20 Julho 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.