Cloud híbrida predomina na Europa

A NetApp inquiriu mais de 750 CIO e gestores de TI europeus e concluiu que a cloud híbrida é o modelo de armazenamento mais popular entre os líderes de IT

Cloud híbrida predomina na Europa

Os CIO e gestores de TI europeus, oriundos de países como França, Alemanha e Reino Unido identificaram a cloud híbrida como a escolha mais comum – mais de metade dos inquiridos em cada país indica que está a usar uma combinação de cloud privada e pública (69% na Alemanha; 61% em França; 58% no Reino Unido).

Mais de metade da base de inquiridos também indicou que a segurança é o principal motivo para adoptar a cloud, mostrando que a confiança nos fornecedores cloud continua a aumentar. O armazenamento e o backup foram apontados pelos entrevistados como os principais motivos para a utilização da cloud.

Ao mesmo tempo que preferem a cloud híbrida, os inquiridos referem confiar em diferentes tipos de parceiros. Os fornecedores de serviços locais são os parceiros de cloud híbrida preferidos de 26% da amostra da NetApp. Outras opções como hyperscalers (18%) e fornecedores de serviços cloud maiores ou integradores de sistema globais (17%) são menos populares. Apenas 3% dos inquiridos indicaram não utilizar quaisquer serviços de cloud, ou não ter qualquer intençãod e o fazer. Estes “céticos da cloud” não estão relacionados com empresas que possuam dimensões, setores ou estratégias de cloud específicas.   

Mais de metade dos inquiridos (56%) afirmam que a segurança é o principal motivo para a adoção da cloud. Os líderes de IT de todos os países auscultados colocam a segurança de forma consistente entre as três principais razões para adotar a cloud. Nos três países, a flexibilidade (55%) e a redução das despesas (54%) também surgem também entre os principais motivos migração para a nuvem. A facilidade de utilização é uma das principais motivações dos líderes de IT franceses (61%) e britânicos (50%), mas não tanto dos inquiridos alemães (46%), onde a proteção dos dados é referida com maior frequência (53%).  

Para os líderes de IT entrevistados pela NetApp, o armazenamento e backup são os principais volumes de trabalho realizados na cloud. Mais de metade (56%) dos britânicos mencionaram o armazenamento de ficheiros como principal prioridade de utilização da cloud, enquanto 51% indicaram base de dados, e cerca de 40% listaram análise de dados, disaster recovery e SaaS.

Na Alemanha, o armazenamento de ficheiros ficou em terceiro lugar (60%), a base de dados em quarto (57%), seguida de disaster recovery (50%) e do SaaS (45%). Em França, a base de dados (56%) e o armazenamento de ficheiros (53%) ocupam o terceiro e o quarto lugares. Outras opções como trabalho remoto, ferramentas de colaboração, análise de dados, SaaS e disaster recovery foram indicadas por 40% ou menos dos inquiridos franceses. O controlo de documentos foi o volume de trabalho menos popular em todos os países.

“Os líderes TI procuram a cloud para impulsionar a inovação. Acreditamos que eles se devem focar em três aspectos para ter sucesso: escolha, controlo e agilidade”, afirmou Martin Warren, gestor de marketing de Soluções Cloud, EMEA, da NetApp. “As empresas precisam de poder escolher que volumes de trabalho pertencem à cloud e escolher os melhores parceiros para se mudarem para um ambiente híbrido. Precisam de ter visibilidade sobre os custos, o desempenho e a colocação dos dados para tomar decisões empresariais e regulatórias informadas durante todo o ciclo de vida dos dados. E querem aproveitar todas as vantagens económicas da cloud – desde novas ideias e conceitos até à produção. Temos soluções e estratégias sólidas para disponibilizar tudo isto”.

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 11 Dezembro 2017

IT INSIGHT Nº 11 Dezembro 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!