Lisboa recebe arranque de projeto para desenvolver redes de comunicação quântica para cenários de defesa

O Discretion é um projeto europeu pioneiro para desenvolver redes de comunicação quântica para a Defesa e procura fornecer, pela primeira vez, serviços de encriptação de alta segurança de última geração

Lisboa recebe arranque de projeto para desenvolver redes de comunicação quântica para cenários de defesa

A reunião oficial de abertura do Discretion realiza-se esta quarta-feira em Lisboa com a participação da Comissão Europeia e representantes dos quatro Estados-membros que apoiam este projeto: Portugal, Espanha, Itália e Áustria.

O aparecimento dos computadores quânticos e o seu potencial para quebrar a maior parte das encriptações estão a tornar as comunicações militares cada vez mais vulneráveis. O projeto Discretion é um projeto que aborda esta ameaça utilizando tecnologias disruptivas como Software Defined Networks (SDN) e Quantum Key Distribution (QKD) para criar uma rede de comunicações segura e resiliente para as forças militares europeias. Fazendo uso das redes óticas já existentes, o Discretion permitirá construir uma rede altamente segura, escalável e resiliente para serviços operacionais táticos avançados.

Em comunicado enviado aos meios de comunicação social, o Centro Nacional de Cibersegurança explica que já existem várias iniciativas em curso na Europa para fazer uso das propriedades quânticas de átomos únicos ou partículas de luz para diferentes fins como computação, comunicação e deteção, tais como EuroQCI, com o objetivo principal de construir uma rede segura de ponta a ponta utilizando tecnologias quânticas. O Discretion está claramente alinhado com esta estratégia europeia e fornecerá um conjunto de serviços únicos de encriptação de alta segurança de ponta a ponta a serem aplicados em cenários de Defesa pela primeira vez. Contribuirá não só para reforçar a autonomia da Defesa Europeia em comunicações seguras, mas também permitirá que as forças armadas europeias utilizem o Espectro de Radiofrequências para atividades militares.

A proposta Discretion classificou-se em primeiro lugar no tópico de conhecimento da situação cibernética e capacidades de defesa, redes e tecnologias de defesa para comunicações seguras e partilha de informação do convite à apresentação de propostas EDIDP 2020 (EDIDP-CSAMN-2020).

O projeto é liderado pela Deimos e será desenvolvido por uma equipa internacional que inclui o Instituto de Telecomunicações, o Instituto Superior Técnico, a Altice Labs e Adyta Lda. (de Portugal), Telefonica Investigación y Desarrollo S.A.U., Universidad Politécnica de Madrid (ambas de Espanha), o Instituto Austríaco de Tecnologia GmbH e Nextworks, de Itália. O Gabinete Nacional de Segurança e o Estado-Maior General das Forças Armadas colaboraram na elaboração de alguns requisitos operacionais do projeto.

"Este Projeto é uma oportunidade para o desenvolvimento de uma capacidade criptográfica", afirma Luis Policarpo, Gestor do Projeto Discretion para os Estados Membros. "Esta capacidade pode ser utilizada a nível nacional e dar-nos-á a alavanca necessária para enfrentar as novas ameaças híbridas".

O Contra-Almirante Gameiro Marques, Diretor-Geral do Gabinete Nacional de Segurança, diz que "este projeto é também visto como um forte contribuinte para a melhoria do atual nível de autonomia estratégica tanto para a UE como para os Estados Membros participantes, uma vez que irá fornecer uma capacidade de criptografia QKD a ser utilizada tanto em redes militares como em redes altamente sensíveis".

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 40 Novembro 2022

IT INSIGHT Nº 40 Novembro 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.