Kaspersky Lab abre primeiro Centro de Transparência na Europa

A partir de hoje, ficheiros suspeitos e maliciosos partilhados por utilizadores de produtos da Kaspersky Lab na Europa passam a ser processados em centros de dados em Zurique

Kaspersky Lab abre primeiro Centro de Transparência na Europa

A realocação do processamento de dados é parte integrante de um grande movimento ao nível da infraestrutura. Está desenhado para aumentar a resiliência da infraestrutura IT da empresa no que diz respeito aos riscos de roubo de dados e ataques a redes de distribuição e ainda, para provar a confiança que é possível ter-se nos seus produtos, serviços e processos internos.  

A partir do dia 13 de novembro, ameaças relacionadas com dados provenientes de utilizadores Europeus começaram a ser processados em dois centros de dados. Estes fornecerem instalações de classe mundial em conformidade com os standards da indústria para assegurar os mais elevados níveis de segurança. Os dados, que os utilizadores tenham escolhido ativamente partilhar com a Kaspersky Lab, incluem ficheiros suspeitos ou maliciosos anteriormente desconhecidos e meta dados correspondentes que os produtos da empresa enviam para a Kaspersky Security Network (KSN) para uma análise de malware automatizada.

Os ficheiros incluem apenas parte dos dados processados pelas tecnologias da Kaspersky Lab, ainda assim incluem os mais importantes. A proteção dos dados dos consumidores, em conjunto com a segurança e integridade da infraestrutura é uma das principais prioridades para a Kaspersky Lab e é por isso que a realocação do processamento de dados aparece em primeiro lugar e é esperado que seja totalmente concluída no final de 2019.

A realocação de outros tipos de dados processados pelos produtos da Kaspersky Lab, que consistem em vários tipos de ameaças anónimas e estatísticas de utilização, está planeada para ser conduzida durante fazes mais tardias da Iniciativa de Transparência Global. O dia de hoje está também marcado pela abertura do primeiro Centro de Transparência da Kaspersky Lab em Zurique, permitindo que parceiros autorizados acedam a reviews do código da empresa, updates de software e regras de deteção de ameaças, em conjunto com outras atividades.

Através do Centro de Transparência, a Kaspersky Lab vai proporcionar, a governos e parceiros, informação sobre os seus produtos e a segurança dos mesmos, incluindo documentação técnica essencial e importante, para possíveis avaliações externas num ambiente seguro. Estes dois grandes desenvolvimentos serão seguidos pela realocação do processamento de dados para outras regiões e, numa segunda fase, pela deslocação da montagem de software para Zurique.

De acordo com rankings independentes, a Suíça está entre as principais localizações do mundo no que respeita ao número de servidores de internet seguros disponíveis e, tem uma reputação internacional enquanto centro de inovação para processamento de dados e elevada qualidade de infraestrutura IT. Estar no coração da Europa e sendo, ao mesmo tempo, um membro não pertencente à EU, fez com que estabelecesse a sua regulamentação própria de privacidade de dados que está garantida pela constituição do estado e leis federais. A juntar a isso, existem normas rigorosas no âmbito dos pedidos de processamento de dados recebidos por parte das autoridades.  

“A Transparência está a tornar-se a nova norma na indústria IT – e para a indústria da cibersegurança em particular. Estamos muito orgulhosos em estar na linha da frente deste processo. Enquanto empresa técnica, estamos focados em assegurar a melhor infraestrutura IT para a segurança dos nossos produtos e dados e, a realocação de partes chave da nossa infraestrutura na Suíça coloca-os numa das localizações mais seguras do mundo. As promessas feitas na nossa Iniciativa de Transparência Global começam a nascer, reforçando a resiliência e visibilidade dos nossos produtos. Através do novo Centro de Transparência, também na Suíça, governos e parceiros de confiança poderão ver reviews externas dos nossos produtos e tirar as suas próprias conclusões. Acreditamos que passos como este são apenas o começo – para a empresa e para a indústria de segurança como um todo. A necessidade de provar credibilidade vai, brevemente, tornar-se num standard na indústria", refere Eugene Kaspersky, CEO Kaspersky Lab.

A Iniciativa Global de Transparência da Kaspersky Lab foi anunciada em outubro de 2017 e continua a ter um bom progresso. Paralelamente à abertura do Centro de Transparência e à realocação das infraestruturas IT, um conjunto de outras ações serão levadas a cabo.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.