Crescem ataques de phishing a utilizadores de macOS

O número de ataques de phishing dirigidos a utilizadores de computadores Apple cresceu cerca de 9% na primeira metade de 2019 em comparação com todo o ano de 2018

Crescem ataques de phishing a utilizadores de macOS

O número de ataques de phishing para atingir os utilizadores dos computadores Mac da Apple - dispositivos móveis que utilizam o sistema operativo macOS - e o ecossistema de serviços web associado para atraí-los para esquemas fraudulentos alcançou os 1,6 milhões na primeira metade de 2019. Este número traduz-se num aumento de cerca de 9% face ao ano inteiro de 2018.

Apesar do volume de software malicioso que está a atingir os utilizadores de macOS e da plataforma móvel de iOS ser mais baixo do que o de utilizadores de plataformas Android e Windows, no que diz respeito aos ataques de phishing – uma ameaça independente de qualquer plataforma – o cenário torna-se diferente. Uma vez que estes se baseiam em engenharia social, a maior parte dos ataques de phishing não estão em nada relacionados com o software.

De acordo com a última investigação da Kaspersky, o número de casos em que os utilizadores se confrontaram com páginas web fraudulentas, que utilizavam a marca Apple como “isco”, aumentou significativamente nos primeiros seis meses do ano, atingindo 1.6 milhões de utilizadores. Este é um crescimento de 9% face ao ano inteiro de 2018, no qual as soluções de segurança da Kaspersky bloquearam mais de 1,49 milhões de tentativas de ataque, ao aceder a páginas de phishing com a imagem da Apple.

Entre os esquemas de fraude mais frequentes estão aqueles que são desenhados para se parecerem ao máximo com a interface do serviço de iCloud, com o objetivo de roubar as credenciais de acesso às contas da Apple. Os links para estes serviços vêm geralmente de emails de spam “mascarados” de emails de apoio técnico. Estes emails ameaçam frequentemente os utilizadores que a sua conta da Apple irá ser bloqueada, caso eles não carreguem no link.

“Embora estes esquemas de fraude não sejam tecnicamente novos, acreditamos que eles representam um perigo ainda maior para os utilizadores da Apple face aos utilizadores de outras plataformas, como o Windows ou Android. Isto deve-se ao facto do ecossistema que envolve os Mac e outro tipo de dispositivos da Apple ser geralmente considerado muito mais seguro – e, por isso, os utilizadores acabam por ter menos cautela quando encontram sites falsos. O roubo bem-sucedido de credenciais de contas iCloud pode levar a consequências graves, uma vez que um iPhone ou iPad podem ser bloqueados ou apagados remotamente por um hacker, por exemplo. Desta forma, apelamos aos utilizadores da Apple que prestem mais atenção aos emails que recebem de apoio técnico, principalmente se pedirem detalhes pessoais ou para visitarem um link”, refere Tatyana Sidorina, Investigadora de Segurança da Kaspersky.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 21 outubro 2019

IT INSIGHT Nº 21 outubro 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.