Comissão Europeia investiga alegadas práticas antitrust da Microsoft relacionadas com o Teams

UE considera que a oferta “pode constituir uma vinculação ou uma agregação anticoncorrencial” e impedir a concorrência de outros fornecedores

Comissão Europeia investiga alegadas práticas antitrust da Microsoft relacionadas com o Teams

A Microsoft está a ser alvo de uma investigação por parte da Comissão Europeia por suspeita de alegadas práticas antitrust da UE relativamente à ferramenta de videoconferência Microsoft Teams e aos pacotes empresariais Office 365.

Depois de a Microsoft ter visto o seu negócio impulsionado pela pandemia da COVID-19, com alterações na forma de trabalho e com a adoção crescente de tecnologia baseada em cloud, a UE considera agora que a oferta destes produtos como um pacote de software unificado “pode constituir uma vinculação ou uma agregação anticoncorrencial” e impedir a concorrência de outros fornecedores de instrumentos de comunicação e colaboração. 

A empresa de tecnologia reagiu já à investigação, revelando que está a cooperar com a Comissão de forma a “encontrar soluções que respondam às preocupações levantadas”.

A investigação surge no âmbito de uma denúncia apresentada pela plataforma de comunicação Slack, que alegou que a Microsoft teria forçado ilegalmente os seus utilizadores a instalarem os seus produtos, bloqueando depois a remoção. A solução apresentada pelo Slack à Comissão Europeia passava pela separação do Teams e do Office.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.