Tendência de SuperApps chega ao setor bancário europeu

O setor financeiro asiático tem aproveitado as SuperApps, que concentram vários serviços numa única interface, para comercializar os seus serviços e os bancos europeus deverão seguir os seus passos nos próximos anos

Tendência de SuperApps chega ao setor bancário europeu

Os bancos europeus estão a seguir os passos do mercado asiático na expansão da utilização de SuperApps – aplicações que concentram um grande número de serviços numa única interface. O setor bancário asiático tem aproveitado a oportunidade para comercializar os seus serviços na região, e os bancos europeus querem seguir o mesmo caminho nos próximos anos, indica a Veritan.

As SuperApps permitem que os consumidores acedam a todo o tipo de serviços com facilidade, utilizando os seus dispositivos, desde compras online até gestão financeira, transações bancárias, reservas de viagens ou portais de pagamento. Segundo os especialistas. estas aplicações são recentes, mas já estão a ter impacto na Ásia-Pacífico e, devido ao potencial de comercialização, a indústria financeira da Europa começa a interessar-se por estas plataformas e a desenvolver o seu próprio ecossistema de SuperApps. 

A Veritran indica que as SuperApps estão a começar a chegar à Europa e poderão em breve ser estabelecidas como uma plataforma comumente utilizada – especialmente pelo setor financeiro. Os peritos indicam que os principais benefícios destas aplicações são a simplicidade de utilização, uma vez que fornecem acesso a múltiplos serviços num único ambiente.

Além disso, outra mais-valia é que são aplicações projetadas tendo em mente a boa experiência do utilizador, integrando bem os diferentes serviços e tornando a experiência fluida e eficiente, indicam, potenciando, ainda, a lealdade. Adicionalmente, um dos pilares das SuperApps é a integração da banca e finanças, oferecendo uma forma amigável e acessível de contratar múltiplos produtos e serviços bancários.

Além de servirem de montra acessível para os produtos e serviços dos fornecedores, as aplicações permitem o lançamento de serviços de maior valor para os clientes e a identificação de novas possibilidades e fluxos de receitas para expandir o âmbito do negócio, refletem os especialistas. 

Os bancos estão cada vez mais conscientes de que hoje o seu potencial de crescimento está intimamente ligado à inovação dos seus serviços. Nesse sentido, o maior trunfo destas instituições em 2022 será a sua capacidade de identificar as necessidades dos seus clientes e melhorar a experiência de um utilizador que está cada vez mais imerso num mundo móvel em constante crescimento”, indica Gabriela Giannattasio, vice-presidente da Veritran EMEA.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 38 Julho 2022

IT INSIGHT Nº 38 Julho 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.