Wi-Fi 6 ganha terreno nas redes empresariais

Os investigadores preveem que até 2023 sejam vendidas 8,7 milhões de unidades de equipamentos baseados em Wi-Fi 6 no mercado de pontos de acesso

Wi-Fi 6 ganha terreno nas redes empresariais

A Wi-Fi 6 está a crescer cada vez mais no mercado de redes sem fios empresariais. Apesar dos preços ainda serem elevados, as organizações estão a apostar na tecnologia como uma forma de modernizar as redes, pelo que tem uma elevada largura de banda, latência e permite a gestão de vários dispositivos, algo fornecido pela orthogonal frequency-division multiple access. A Wi-Fi 6 permite acomodar outras tecnologias que apoiam a transformação digital, suportadas por dispositivos portáteis, IoT, entre outros, que exigem acesso sem fios à rede.

A ABI Research prevê que as empresas vão apostar cada vez mais em equipamentos baseados em WiFi 6 e que este ano atinjam 4,3 milhões de unidades vendidas. Até 2023, calculam que se torne a norma no mercado de pontos de acesso, com 8,7 milhões de unidades vendidas, aumentando as suas vendas numa taxa composta de 25% até 2026. 

"A transição para o Wi-Fi 6 está a ajudar a melhorar a velocidade, capacidade e desempenho das redes empresariais, ligando um maior número de dispositivos em simultâneo, reduzindo o consumo de energia e otimizando os tempos de transição", afirma Stephanie Tomsett, analista de investigação da ABI Research. Explica ainda que a tendência está a tornar-se fundamental para as empresas, pelo que está a impulsionar as vendas e o espírito competitivo. 

Até agora, empresas como a Broadcom, Celeno, Intel, MediaTek, NXP, On Semiconductor e Qualcomm já desenvolveram soluções baseadas em WiFi 6 para diferentes indústrias. Tomsett conclui que, para melhorar a competitividade, "os principais players do mercado de Wi-Fi estão a apoiar o impulso para oferecer soluções Wi-Fi 6 para implementações empresariais. Os fornecedores de chipsets, os designers de produtos de rede e os OEM de rede devem considerar a atualização contínua das suas ofertas para introduzir novos protocolos e cumprir novos padrões, tendo consciência de futuras atualizações, como o Wi-Fi 7, e como podem ajudar o mercado”.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 34 Novembro 2021

IT INSIGHT Nº 34 Novembro 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.