Estudo prevê mais de 580 milhões de assinaturas 5G até fim de 2021

Entre as causas do rápido aumento está o antecipado compromisso da China com a adoção do 5G e a crescente acessibilidade a produtos e serviços da quinta geração no mercado

Estudo prevê mais de 580 milhões de assinaturas 5G até fim de 2021
 

A Ericsson lançou o novo Mobility Report, onde reforça o crescimento exponencial do 5G, que deverá ultrapassar os 580 milhões de assinaturas até ao final de 2021 e mil milhões de assinaturas nos próximos dois anos. Há ano e meio a lidar com a pandemia Covid-19 e subsequentes crises, a tecnologia, caraterizada por uma nova geração digital focada na conectividade e nas tecnologias IoT, demarcou o papel indispensável que desempenha na vida quotidiana das sociedades e organizações.

Prevê-se que as assinaturas móveis ativas de 5G cresçam a um ritmo de um milhão de novos registos diários, reforçando as expectativas de que o 5G vai ter a velocidade de adoção mais elevada de sempre. A superar os antecessores, o 5G deverá alcançar 60% da população e 3,5 mil milhões de subscrições até ao final de 2026, aponta o relatório. 

Com a conectividade como motor para a recuperação económica pós-pandemia, o impulso comercial da 5G deve continuar a aumentar. Entre os fatores que explicam a tendência está a disponibilidade preliminar da China para adotar o 5G e o crescente acesso a produtos 5G no mercado. Os níveis de adoção variam consoante a região e a Europa aparenta ter uma adoção mais demorada em relação aos mercados da China, EUA, Coreia e Japão.

“Agora é o momento de os casos de uso avançados se começarem a materializar para cumprir a promessa do 5G”, afirma Fredrik Jejdling, Executive Vice President and Head of Business Area Networks da Ericsson, acrescentando que “as empresas e sociedades também se estão a preparar para um mundo pós-pandémico, no qual a digitalização impulsionada pelo 5G desempenha um papel fundamental”.

A pandemia COVID-19 e os constantes confinamentos aceleraram a digitalização e aumentaram a necessidade por uma conectividade de banda larga móvel rápida, segura e de confiança.  O relatório destaca que quase nove em dez fornecedores de serviços de telecomunicações que lançaram o 5G também possuem uma oferta de acesso sem fio fixo, mesmo em mercados com alta penetração de fibra ótica. Espera-se que o segmento cresça sete vezes e que a adoção das tecnologias 5G gere um aumento de 80% na utilização de conexões em massa de IoT em 2021, num total que pode chegar aos 330 milhões de conexões.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.