Empresas portuguesas pouparam mais de 55 milhões de euros com faturas eletrónicas na primeira metade de 2022

A adoção da fatura eletrónica registou um aumento de 18% de 2021 para 2022. Lisboa é a cidade com a maior percentagem de emissão de faturas, mas foi a região de Leiria que registou o maior aumento neste período

Empresas portuguesas pouparam mais de 55 milhões de euros com faturas eletrónicas na primeira metade de 2022

O volume de faturas eletrónicas das empresas portuguesas foi de 7.188.738 no primeiro semestre de 2022, representando um aumento de 18% relativamente ao mesmo período de 2021 (6.106.070).

Os dados, refletidos no “Estudo sobre a Faturação eletrónica em Portugal 2021-2022” da SERES, mostram um aumento na adoção da fatura eletrónica, justificado pelas poupanças nas empresas e no número de horas dos colaboradores. Esta adoção permitiu uma poupança, de acordo com a SERES, de mais de 55,7 milhões de euros e 15 anos laborais.

O estudo, que pretende dar a conhecer a evolução da utilização de fatura eletrónica por parte das empresas portuguesas, contou com a participação de cerca de 15 mil empresas dos mais diversos setores de atividade, dimensão e localização. Lisboa posiciona-se como a cidade com a maior percentagem de emissão de faturas (75,65%), seguindo-se Faro (4,47%), Açores (3,08%) e Aveiro (2,63%).

A capital portuguesa ocupa também o primeiro lugar no que diz respeito ao valor total de faturas rececionadas. No entanto, é a região de Leiria que apresenta um maior crescimento na emissão de faturas eletrónicas, com mais 1,98% face ao período homólogo de 2021.

As grandes empresas (28,25%) e o setor da indústria (4,12%) são as áreas que apresentam um maior aumento na emissão de faturas eletrónicas.

Contudo, e de acordo com dados do Eurostat, quase 80% dos negócios em Portugal ainda se encontram atrasados no que diz respeito ao processo de transformação digital.

Tiago Cancela, Sales Manager da Seres Portugal, sublinha que “embora o processo esteja a decorrer, e tenhamos tido algumas surpresas agradáveis, como é o caso de Leiria, a região com maior crescimento na emissão de faturas eletrónicas, o mesmo permanece mais lento do que o desejado. A faturação eletrónica é uma ferramenta essencial na transformação digital das empresas”.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 48 Março 2024

IT INSIGHT Nº 48 Março 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.