Branded Content

Cinco tendências da cloud para 2022

O crescimento contínuo do movimento de migração para a cloud permitiu aos fornecedores de IT antecipar várias necessidades das organizações, com soluções cada vez mais impactantes nos negócios

Cinco tendências da cloud para 2022

A tecnologia de cloud começou a atingir todo o seu potencial e tornou-se definitivamente numa opção para organizações de todas as dimensões. O primeiro passo já foi dado por muitas empresas, que podem agora utilizar uma infraestrutura com recursos que nunca poderiam ter alcançado por conta própria. E estamos apenas no início: à medida que avançamos para 2022, os operadores antecipam necessidades e tornam a oferta cada vez mais impactante na continuidade dos negócios.

Dessa oferta, há cinco tendências que as organizações deverão seguir:

1. Ambientes de multicloud e cloud híbrida continuarão a crescer

Em 2021 a tendência de soluções cloud já se baseia na escolha de mais do que um operador, através de uma visão multicloud, ou híbrida, a fim de obter o melhor resultado possível de cada solução – seja performance, adaptabilidade ou financeiro.

Se a Gartner e IDC estimam que este ano 75% das empresas de média e grande dimensão já seguem esta tendência, para 2022 as previsões apontam para 90% das organizações a optar por soluções que conjugam cenários entre multicloud, private cloud e sistemas legacy.

2. Compliance em ambientes cada vez mais complexos

As empresas necessitam de ser agnósticas na sua abordagem e procurar soluções que reduzam bottlenecks e blind spots, de forma a garantir que os dados nunca estão em risco, independentemente do local onde se encontram e de quem os utiliza.

Se não houver estas garantias, estes blind spots podem ser potenciados por ciberataques, criar blockers na gestão ou colocar em causa a conformidade com as regras existentes. Atualmente, a privacidade e segurança dos dados são apontados como os principais blockers para a adoção de cloud – o que se agrava quando falamos de ambientes mais complexos.

3. Controlo de custos em cloud

A Gartner prevê que 60% das organizações passe a utilizar serviços geridos em cloud de um parceiro até 2022 – o dobro do verificado em 2018. Mas o modelo descentralizado de consumo aumentou os custos das organizações de forma exponencial e, muitas vezes, sem qualquer controlo. As empresas terão que controlar esses custos à medida que o uso da cloud aumenta e deverão fazê-lo com apoio especializado.

A adoção de ferramentas que forneçam uma visibilidade unificada e granular sobre toda a plataforma é fundamental para um crescimento controlado dos custos.

4. Parceiros focados em soluções

À medida que as empresas continuam a migrar a sua infraestrutura para soluções baseadas em IaaS, SaaS e PaaS, a tendência será a necessidade contínua de fornecedores focados nos desafios específicos da utilização da cloud e de parceiros que possam operacionalizar, gerir e otimizar essas mesmas soluções. Embora o cloud provider seja responsável pelas necessidades de infraestrutura, outras componentes terão de ser trabalhadas de forma mais específica para resposta ao negócio – trabalhar dados existentes, tecnologia de Artificial Inteligence (AI) e Machine Learning (ML) ou Internet of Things (IoT).

Estes parceiros necessitam de perceber como o cloud provider disponibiliza as suas tecnologias, para que possam garantir que as organizações aproveitam os benefícios existentes da melhor forma possível.

5. Tecnologia on demand

Com os custos da cloud controlados, as empresas terão mais receita à sua disposição para aproveitar as vantagens dessas soluções e superarem os seus desafios específicos de negócio. Por outro lado, os cloud providers procurarão impulsionar a inovação e torná-la acessível a cada vez mais profissionais, com curvas de aprendizagem baixas e utilização de interfaces de low-code.

Sem a necessidade de uma equipa de data scientists, as organizações começarão a ver os benefícios do ML, IA e da automação de uma forma muito tangível, para resolver e aprimorar a sua estratégia de negócio.

Alinhando as suas estratégias de utilização da cloud com estas tendências, as organizações poderão reforçar as componentes de conformidade, segurança, eficiência, inovação e disponibilidade dos seus sistemas de IT, ganhando novas armas para impactar a continuidade dos seus negócios.

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext e pela Claranet

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 38 Julho 2022

IT INSIGHT Nº 38 Julho 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.