União Europeia propõe regras de transferências de dados mais apertadas

A Comissão Europeia publica rascunho da legislação Data Act que irá governar as transferências de dados nos próximos anos

União Europeia propõe regras de transferências de dados mais apertadas

O Data Act, legislação anunciada na última quarta-feira, estabelece a estrutura da UE que rege as regras, direitos e obrigações para empresas que transferem dados pessoais europeus para servidores e data centers offshore (principalmente nos EUA).

A chegada das regras propostas ocorre depois de a Meta no início deste mês alertar que se não fosse permitido transferir, armazenar e processar dados de utilizadores da União Europeia em servidores baseados nos EUA, poderia fechar o Facebook e o Instagram na Europa.

As novas regras propostas regem “quem pode usar e aceder aos dados gerados na UE em todos os setores económicos”. O Data Act inclui medidas para permitir que os utilizadores de dispositivos conectados tenham acesso aos dados gerados, que muitas vezes são recolhidos exclusivamente pelos fabricantes, e partilhar esses dados com terceiros para fornecer serviços de pós-venda ou outros serviços inovadores baseados em dados.

Também inclui medidas para reequilibrar o poder de negociação das PME, evitando o abuso de desequilíbrios contratuais nos contratos de partilha de dados. Por fim, vai permitir que os órgãos do setor público acedam e utilizem dados mantidos pelo setor privado, durante inundações ou outras situações de emergência, por exemplo.

Essencialmente, o projeto do Data Act vai obrigar a Amazon, a Microsoft, a Meta e outros grandes fornecedores de serviços de cloud e processamento de dados a estabelecer salvaguardas para impedir que governos fora da UE obtenham acesso ilegal aos dados da UE.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 37 maio 2022

IT INSIGHT Nº 37 maio 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.