SAS Global Forum 2020 focado no combate ao COVID-19

A primeira edição digital do evento anual do SAS teve como foco primário a forma como a analítica pode ajudar os governos e as empresas a mitigar o impacto da pandemia na saúde pública e na economia

SAS Global Forum 2020 focado no combate ao COVID-19

Como tantos outros eventos este ano, o SAS Global Forum 2020 decorreu de forma totalmente digital – e, como tantos outros eventos, centrou-se na forma como as soluções SAS podem ajudar a mitigar o impacto do COVID-19 na nossa sociedade, ao ajudar os governos e autoridades de saúde pública a desenvolver e avaliar políticas, ao tornar a alocação de recursos mais eficaz e ao ajudar as empresas a adaptarem os seus modelos de negócio à nova realidade.

“A pandemia mudou as nossas economias, os nossos sistemas de saúde e a forma como vivemos e trabalhamos,” refere Jim Goodnight, CEO e fundador do SAS, no seu discurso de abertura. “Mas à medida que fizemos a transição para esta nova forma de conduzir os nossos negócios, verificámos um outro impacto da pandemia – os nossos clientes em todo o mundo estavam a deparar-se com desafios operacionais e estratégicos significativos”. 

Durante as primeiras semanas da crise, explica o responsável, a analítica foi uma  das ferramentas criticas que usadas para combater a pandemia, e a prioridade era essa – o tamanho, abrangência e complexidade da pandemia  estava muito além das capacidades dos modelos e algoritmos  existentes, pelo que tiveram de ser muito rapidamente construídos novos modelos. Durante esta primeira fase, os responsáveis de saúde pública precisavam de saber quando ia acontecer o próximo surto, onde existiam focos de contágio e quantas camas de hospital iam precisar em determinada altura para alocar os recursos necessários.

 

Controlo Epidemiológico

Uma das formas como isto está a acontecer é através do rastreamento do movimento das populações para compreender e mitigar os padrões de contágio, seja a analisar os movimentos de grandes segmentos populacionais ou os contactos de um indivíduo em particular para mitigar a propagação dentro de uma comunidade.

A grande escala, isto acontece através da análise de dados móveis das operadoras de telecomunicações, para poder visualizar, de forma anonimizada, de que forma é que as pessoas se movem e como é que isto é afetado pelas políticas implementadas. Isto ajuda os governos a implementar as políticas de contenção corretas onde estas são de facto necessárias e analisar a sua eficácia, compreender a propagação geográfica para locar recursos médicos, e minimizar o impacto económico ao compreender quando e onde certas partes da sociedade podem ser desconfinadas.

A nível individual, a plataforma de contact tracing integrada no SAS Viya permite analisar os contactos de determinado indivíduo diagnosticado com COVID-19 – com consentimento do mesmo – para determinar quem podem ter contaminado antes de começar a manifestar sintomas.

“É evidente o quão importante é o papel da analítica na tomada de boas decisões de saúde pública que podem ajudar a salvar vidas e proteger a economia”, conclui Steve Bennett, Director of Global Government Practice do SAS.

 

Uma nova economia

Para lá das preocupações mais imediatas de saúde publica, verificou-se rapidamente uma necessidade de tomar partido dos dados em todas as indústrias, à medida que as organizações se tentam adaptar e dar resposta à situação. O SAS trabalha com os seus clientes para estabilizar e otimizar o forecasting e prever mudanças a curto prazo nos padrões de procura, resolver problemas nas cadeias de fornecimento e gestão de recursos humanos, e detetar fraude nos programas de ajuda do estado.

“No futuro podemos ajudar os nossos clientes a reimaginarem a forma como trabalham e a ajustarem-se a novas oportunidades”, garante Jim Goodnight.

“A analítica tem um papel vital nesta recuperação. Os modelos e algoritmos do business-as-usual já não se aplicam, os data scientists e analistas de negócio terão de reavaliar os seus modelos e preparar-se para um panorama muito diferente no futuro”.

Isto leva-nos de volta a um tópico que o SAS já vem a defender à vários anos – a democratização da analítica, que não pode ser implementada em larga escala, eficazmente e por uma grande variedade de organizações a não ser que a sua operacionalidade não seja dependente de profissionais altamente especializados.

“A transformação digital acabou de se tornar muito real. Trabalhar, aprender, fazer compras, ir ao médico – tudo passou para o online”, explica Oliver Schabenberger, CTO, COO e VP do SAS. “O impacto do COVID-19 aumentou radicalmente a importância da digitalização, mas as organizações não vão conseguir tomar partido das suas vantagens a não ser que possam levar os dados e a analítica para lá dos data scientists. É necessário capacitar toda a gente.” 

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 26 Julho 2020

IT INSIGHT Nº 26 Julho 2020

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

+ NOTÍCIAS

Dados no centro do negócio

Analítica: A arma das empresas no "novo normal"

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.