Branded Content

Dados no centro do negócio

Num webinar, a Unipartner abordou um tema de extrema importância para as organizações: como é que os dados podem ajudar na decisão do negócio

Dados no centro do negócio

Já há muito que se sabe que os dados são o novo petróleo. As organizações conseguem ir buscar nos dados gerados pelo seu negócio a informação necessária para melhorar os seus processos, aproveitar tendências e estar um passo à frente da sua concorrência.

A Unipartner realizou recentemente um webinar onde abordou o tema dos dados como peça central dos negócios.

Aquilo que é fundamental é aproveitar da melhor forma dos dados num contexto organizacional, mas permitir que isso traz algum valor para o negócio”, explicou André Santos, Data & AI Leader da Unipartner.

Para além de permitir uma consolidação da informação – interna ou externa – é importante assegurar que essa consolidação é feita de forma organizada e que traz valor ao negócio.

Atualmente, 90% dos dados gerados são não estruturados e a tendência tende a piorar; estima-se que em 2025 serão produzidos diariamente 464 exabytes de dados por dia, o equivalente a 110 milhões de discos bluray de informação.

À medida que conseguimos retirar um maior valor sobre esses dados, temos um nível de maturidade analítica que vai permitir responder gradualmente a algumas questões de negócio que precisam de ser feitas em construção”, refere André Santos.

Idealmente, afirma o responsável, todas as organizações estariam na fase da otimização dos dados. No entanto, é preciso tempo para consolidar os vários passos necessários. “À medida que vamos incorporando mais informação, mais regras, retirar mais relação entre os dados, conseguimos colocar mais valor para o negócio, algo que deve ser a chave da interpretação” e da estratégia.

Há, essencialmente, quatro passos: uma analítica descritiva, onde se pergunta “o que aconteceu”; depois uma analítica de diagnóstico, ou “o que é que aconteceu?”; seguido de uma analítica preditiva, onde se questiona “o que vai acontecer”; e, por fim, uma analítica prescritiva, ou seja, “o que é que podemos fazer para que isso aconteça?”.

André Santos diz que “para conseguirmos ter esta visão integrada sobre o negócio e assegurar que temos uma visão única dos dados críticos para tomarmos decisões, é preciso ter uma solução de dados assente em seis grandes eixos”.

Esses eixos são governo e segurança, centralização de dados, gestão eficiente de custos, minimizar o time to value, autonomia e flexibilidade e, por fim, facilidade de utilização.

Assim, é necessário evoluir para uma solução de dados que traga valor e rentabilidade para o negócio. Informa André Santos que isso acontece se forem endereçados quatro pontos: a visão de negócio, analítica avançada, modelos de dados e escalabilidade.

Conheça mais no site do evento.

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext e pela Unipartner

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 26 Julho 2020

IT INSIGHT Nº 26 Julho 2020

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

+ NOTÍCIAS

Organizações baseadas em dados

Dados no centro do negócio

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.