Três tendências tecnológicas que vão garantir vantagens competitivas

A Gartner revelou, num relatório denominado "Hype Cycle for Emerging Technologies, 2016", as três tendências tecnológicas que, segundo as suas previsões, serão prioritárias para as empresas que desejem acelerar rapidamente a inovação do negócio digital

Três tendências tecnológicas que vão garantir vantagens competitivas

A Gartner identifica as experiências imersivas, a era das smarts machines percetivas e a revolução das plataformas como as três tendências disruptivas que serão o veículo para criar novas experiências mais inteligentes.

"Para prosperarem na economia digital, os arquitetos empresariais têm de continuar a trabalhar com os seus CIOs e líderes para descobrirem produtivamente as tecnologias emergentes que irão alavancar os modelos de negócio transformacionais, em nome de vantagens competitivas, de ampliar o valor através da redução de custos operacionais e de contornar os entraves legais e regulamentais", refere Mike J. Walker, research director, Gartner.

 

1. Experiências imersivas transparentes

À medida que a tecnologia se centra mais no ser humano, mais perto estamos de encontrar uma maior transparência entre pessoas, empresas e "coisas". Esta relação tornar-se-á ainda mais interligada à medida que a evolução tecnológica se torna mais contextualizada e fluida no local de trabalho, em casa e noutros. Entre as tecnologias que farão parte das experiências imersivas transparentes encontram-se a impressão 4D, a interface Cérebro-Computador, Human Augmentation, ecrãs volumétricos, computação afetiva, casas conetadas, eletrónica Nanotube, realidada aumentada, realidada virtual e dispositivos de controlo gestual.

 

2. A era da smart machine percetiva

De acordo com a Gartner, as tecnologias de smart machine serão as mais disruptivas durante os próximos 10 anos devido a um tremendo poder computacional. Colossais volumes de dados e avanços sem precedentes em redes neutrais profundas permitirão que as empresas com tecnologias de smart machine utilizem os dados para se adaptarem a novas situações e resolverem problemas.

Para as empresas que explorem esta área, tecnologias como Smart Dust, Machine Learning, assistentes pessoais virtuais, conselheiros virtuais cognitivos, Smart Data Discovery, Smart Workspace, Conversational User Interfaces, Smart Robots, UAVs (Drones) comerciais, veículos autónomos, analítica pessoal, gestão empresarial de "Taxonomy" e "Ontology", Data Broker PaaS e Context Brokering devem ser tidas em conta.

 

3. Revolução das Plataformas

As tecnologias emergentes estão a revolucionar a forma como as plataformas são definidas e utilizadas. A alteração da infraestrutura técnica para plataformas impulsionadoras de ecossistemas está a criar os alicerces para modelos de negócio inteiramente novos, que estão a construir pontes entre os humanos e a tecnologia. Com estes ecossistemas dinâmicos, as organizações têm de redefinir a sua estratégia para criar modelos de negócio baseados em plataformas e explorar algoritmos internos e externos para gerar valor. Entre as tecnologias que a Gartner identifica como fundamentais neste cenário encontram-se o hardware neuromórfico, computação quântica, Blockchain, plataformas de IoT, segurança software-defined e tudo o que seja software-defined.

"Estas tendências demonstram que muitas organizações são capazes de tornar a tecnologia numa parte integral da experiência dos seus colaboradores, parceiros e clientes, à medida que são capazes de conetar os seus ecossistemas a novas plataformas de forma dinâmica", salienta Mike J. Walker. "Além disso, à medida que as tecnologias de smart machines continuam a evoluir, tornar-se-ão parte da experiência humana e do ecossistema digital das empresas".

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 9 Outubro 2017

IT INSIGHT Nº 9 Outubro 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!