Branded Content

Já fomos atacados? Ainda não? Tem a certeza disso?

Há uma palavra que devemos reter: inesperado! Pois é o que realmente sucede quando se fala de ciberataques

Já fomos atacados? Ainda não? Tem a certeza disso?

As empresas procuram diariamente antecipar e prever o futuro dos seus negócios, tendo em conta diversos fatores externos que podem influenciar, direta e indiretamente, a condução dos mesmos. Nestes fatores contam-se os legais, recursos humanos, políticos, sociais, ambientais, tecnológicos e, claro está, fatores económicos. Estes são fatores que podem minimamente ser previstos e antecipados, porém existem outros que nos podem apanhar de surpresa, como por exemplo intempéries naturais inesperadas e... ciberataques maliciosos!

Há uma palavra que devemos reter: inesperado! Pois é o que realmente sucede quando se fala de ciberataques. Se existe algo em que os agentes maliciosos são exímios é em procurar brechas de segurança e o momento mais oportuno de distração e de baixa da guarda defensiva das organizações para atacar. Mas como lutar contra o inesperado?

O inesperado tem vindo a tornar-se cada vez mais complexo e de difícil rastreamento. Ora vejamos, durante muitos anos, quando se falava de ameaças informáticas, falava-se de linhas de código destrutivas que ao serem detetadas poderiam ser isoladas e devidamente combatidas.

Estamos a falar de uma geração quase que pré-histórica da atual realidade. Atualmente vivemos num ambiente onde diversas atitudes, posturas e necessidades das organizações e seus colaboradores levam a que seja muito difícil a gestão segura dos ambientes corporativos. Mas será que por isto acontecer devemos bloquear tudo e reduzir a liberdade de ação dos colaboradores, em nome da segurança dos dados? A resposta é NÃO!

Segundo um estudo efetuado pela Check Point Software, 97% das empresas a nível mundial não estão preparadas para um novo ciberataque. Esta nova realidade, onde os ciberataques não acontecem meramente via difusão de um mero vírus, ou de spam, mas com recurso a formas cada vez mais sofisticadas e inteligentes de promover um ataque, e procurando ataques de larga escala omnicanal, explorando todos os possíveis canais de acesso às redes das empresas, inclusive via números de fax, leva a que mais do que sanar e prever o novo ataque, a postura correta seja a da prevenção contra o inesperado.

 

A prevenção é a melhor solução

A prevenção de ataques é algo que vai muito além da mera definição de políticas de acesso, da gestão de perfis dos dados e da proteção física ao hardware de uma organização. A prevenção começa nos recursos humanos e na definição de uma política de consciencialização e formação para os perigos e ameaças de que todos os colaboradores são constantemente alvo.

As equipas de segurança e de TI das organizações devem ter em conta que toda a proteção que possam efetuar, através de licenciamento de anti-vírus é importante, mas não é suficiente. E a razão é muito simples: o ecossistema informático das organizações é cada vez mais complexo, com todos os dispositivos a terem acesso a um ponto de ligação à internet (seja físico ou via WiFi), tornando-se assim potenciais portas de acesso aos dados e à informação das organizações.

Um levantamento detalhado e compreensivo de todos os possíveis pontos de acesso, quer corporativos quer individuais, deve ser tomado como princípio, de modo a apoiar a criação de uma política de segurança abrangente. Com esta visão holística tornar-se-á evidente que é necessária a implementação de soluções de segurança que permitam monitorizar todo e qualquer dispositivo que tenha contacto com a organização.

Com uma gestão séria de uma política de segurança abrangente, a implementação de diferentes camadas de segurança, quer para infraestruturas físicas quer para cloud, mobile e pontos de acesso de utilizadores finais, as organizações conseguem não prever mas precaver- se das ciberameaças, bem como proteger-se de um ciberataque inesperado a partir do momento zero.

 

Branded Content

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.