Estados Unidos processam hackers chineses por ataques a empresas

O Departamento de Justiça norte-americano processou dois hackers chineses suspeitos de um esquema de hacking a nível global para roubar segredos de empresas

Estados Unidos processam hackers chineses por ataques a empresas

Dois hackers chineses suspeitos de pertencerem a um esquema de hacking a nível mundial que se dedicava a roubar segredos de empresas foram processados pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Esta campanha será, alegadamente, dirigida pelo governo chinês.

O Procurador Geral Adjunto explicou que os hackers pertencem ao grupo “Advanced Persistent Threat 10”, ou APT 10, e terão roubado informação de mais de 45 empresas norte-americanas. Terão, ainda, atacado os serviços militares norte-americanos.

De acordo com a acusação, citada pela CNN, os hackers terão roubado “dados sensíveis pertencentes à marinha [dos Estados Unidos], incluindo nomes, números de segurança social, datas de nascimento, informação salarial, número de telefone pessoal e endereços de email de mais de cem mil pessoas pertencentes à marinha”.

Em conferência de imprensa, o Procurador Geral Adjunto Rod Rosenstein explicou que "isto é puro roubo e dá à China uma vantagem injusta às custas de negócios cumpridores da lei e de países que seguem as regras internacionais em troca do privilégio de participar no sistema económico global". Rosenstein acrescentou, ainda, que o governo chinês não pode continuar a fingir que não tem conhecimento da campanha para roubar segredos de negócio.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 18 Março 2019

IT INSIGHT Nº 18 Março 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.