Atualizado

Demitiu-se o coordenador do Centro Nacional de Cibersegurança

Pedro Veiga demitiu-se no primeiro dia do exercício nacional que vai testar a capacidade de resposta das empresas e instituições públicas a um ciberataque. Modelo de financiamento prometido há 2 anos está por cumprir

Demitiu-se o coordenador do Centro Nacional de Cibersegurança

Coincidindo com o primeiro dia do Exercício Nacional de Cibersegurança, o principal responsável por este exercício demite-se.

Em declarações á radio TSF Pedro Veiga explicou que a sua demissão está relacionada com a falta de recursos e com uma promessa não cumprida por parte de Manuel Heitor, Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

De acordo com o Prof. Pedro Veiga, a condição para aceitar o cargo passava por um modelo de finaciamento que envolvia a gestão técnica do dominio .pt, neste momento gerido pela associação DNS.pt, que garantia uma receita superior a 2,5 milhões de euros por ano.

Sobre a falta de recursos da CNCS, é conhecido que vários quadros técnicos do CNCS saíram da instituição nos últimos tempos para o setor privado.

Para Pedro Veiga, a associação DNS.pt, resultante da extinção da FCCN tem no minimo uma gestão duvidosa, e põe em perigo a integridade da infraestrutura que serve o domínio nacional, sendo que os domínios nacionais são na opinião do professor "o maior alvo mundial para ataques".

Pedro Veiga acusa a associação DNS.pt de investimentos milionários em imagem e no imobiliário quando se deveria preocupar com a segurança do que tem à sua guarda.

A Associação DNS.pt é associação privada sem fins lucrativos, tem como associados a Fundação para a Ciência e a Tecnologia,  Associação da Economia Digital (ACEPI), Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) e herdou o património da antiga FCCN.

Questionado pela jornalista da TSF sobre o momento escolhido, Pedro Veiga afirmou: "- Deixei tudo preparado para o exercício correr bem mas não queria o meu nome associado"

A ministra da presidência, Maria Manuel Leitão Marques, que tinha a carta de demissão de Pedro Veiga desde fevereiro, agradeceu o contributo do professor, atribuindo a demissão a razões pessoais, aquela que parece ser agora a justificação para as saídas de altos quadros do Estado em colisão com os governantes.

Pedro Veiga é um dos pioneiros da Internet em Portugal, licenciado em Engenharia Eletrotécnica pelo Instituto Superior Técnico em 1975 e douturado 10 anos depois, é professor catedrático no Departamento de Informática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, foi presidente da Fundação para a Computação Científica Nacional  até 2013, altura da integração da FCCN na FCT.
Estava aos comandos do CNCS desde a sua formação, em 2016.

Não é ainda conhecido o seu substituto no Centro Nacional de Cibersegurança

Tags

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.