SAP alerta para a importância de simplificar a gestão da informação e transformar dados em ativo estratégico

No SAP Data Innovation Tour, que decorreu no passado dia 9 de outubro, no Altis Belém Hotel, a multinacional demonstrou a relação entre decisões guiadas pelos dados e a evolução do negócio, e as potencialidades da HANA Data Management Suite

SAP alerta para a importância de simplificar a gestão da informação e transformar dados em ativo estratégico

Os dados são a matéria-prima da inovação – uma premissa que deve pautar as estratégias das organizações e que implica, antes de mais, solucionar aquele que ainda é um quebra-cabeças para muitas: a gestão da informação. “Uma empresa inteligente assenta decisões no conhecimento, nos factos”, referiu Luís Grincho, responsável de plataformas e gestão de dados na SAP Portugal.

Luís Grincho, responsável de plataformas e gestão de dados na SAP Portugal.

Com a plataforma in-memory HANA já “suficientemente madura no mercado”, uma vez que já está a ser utilizada pelos clientes da SAP no contexto do ERP S/4 HANA, a tecnológica entende que “está na altura de as empresas considerarem o que é possível alcançar a mais, sobre a mesma base tecnológica”, disse em entrevista à IT Insight. Por “mais” entenda-se a capacidade para capitalizar o conhecimento aprisionado nos dados, colocando-o ao serviço do desenvolvimento de novos produtos, serviços e soluções relevantes para os clientes, que antecipam necessidades e expetativas.

Apesar de as nossas empresas já terem dado o primeiro passo – o processo de recolha de dados –, ainda não alcançaram o mais importante: uma estratégia clara sobre como gerir e trabalhar todos os dados de forma integrada.

A este propósito, Carlos Lacerda traçou a “paisagem dos dados” no seio das organizações nacionais: silos por toda a parte. “Dados isolados são difíceis de gerir”, alertou o VP de Platform and Data Managament da SAP para o sul da EMEA. A tendência, acrescentou, é para que este cenário se agrave, à medida que a sensorização aumenta e que os dispositivos começam a gerar mais e mais informação.

 

Carlos Lacerda, VP de Platform and Data Managament da SAP para o sul da EMEA.

Um dos grandes desafios das organizações, apontou, é precisamente a dispersão dos dados por múltiplos locais: sistemas on-premises, cloud, fornecedores externos. Esta ausência de integração impossibilita que se responda àquela que disse ser uma das grandes expetativas dos clientes nos dias de hoje: serviços e respostas imediatas. 

 

HANA Data Management Suite, “fábrica de decisão”

É neste ponto, no da tomada de decisões em tempo real, que a SAP promete ajudar as organizações a fazer a diferença, através das capacidades de computação in-memory da plataforma HANA. Andre Borchert, vice presidente, Platform & Data Management, Center of Excellence para o sul da EMEA, reforçou que “a diferenciação das empresas advirá da forma como utilizam a informação” e que, com a SAP HANA Data Managemet Suite, a SAP procura ajudar a que os dados “se transformem num ativo estratégico das organizações”.

 

Andre Borchert, vice presidente, Platform & Data Management, Center of Excellence para o sul da EMEA.

A HANA Data Management Suite (HDMS) é a proposta da tecnológica germânica para a automatização da decisão. Este suite de soluções (multi-cloud, híbrida e aberta) pode ser adotada de forma modular, combinando dados de todos os tipos e de todas as fontes (SAP e não SAP), em tempo real. A HDMS não só faz a orquestração de todos os dados de uma organização, integrando-os num ambiente único, como cria um fluxo unificado de dados já preparados para processamento em sistemas de transação ou de analítica, combinando uma framework de gestão de dados com as capacidades de base de dados in-memory da HANA, em nome da simplificação da decisão.

À IT Insight, Andre Borchert destacou que “a maioria” dos componentes estão disponíveis para utilização on-premises, mas que muitas das capacidades da HDMS estão prontas a consumir as-a-service. “A HANA Data Management Suite simplifica a gestão dos dados, permitindo que as empresas acedam a partir de uma única plataforma a diferentes fontes de dados, não sendo obrigatória a sua movimentação, facilitando e ajudando a integrar, ao mesmo tempo que assegura a sua qualidade. Posteriormente, sobre esses mesmos dados, permite a sua anonimização e utilização no contexto de ferramentas de analítica avançada, extraindo outputs importantes para o negócio”.

 

Na edição de novembro a IT Insight publica um artigo completo sobre o

SAP Innovation Tour.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 16 Novembro 2018

IT INSIGHT Nº 16 Novembro 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.