Águas de Porto e Decunify juntas na modernização das infraestruturas da empresa municipal

A Decunify implementa uma série de soluções em toda a infraestrutura de suporte à operação e gestão de rede da empresa municipal

Águas de Porto e Decunify juntas na modernização das infraestruturas da empresa municipal

 

A Águas do Porto gere todo o ciclo urbano da água e assegura que esta chega aos cidadãos do concelho com elevados níveis de qualidade. A área de atuação da empresa engloba, de forma integrada, o ciclo água tendo como missão garantir uma gestão completa e eficaz. Em termos tecnológicos, a empresa desenvolveu um projeto de modernização da sua infraestrutura de comunicações, com o objetivo de preparar a implementação de uma plataforma tecnológica, como ferramenta de apoio à decisão operacional e comunicação.

A Águas do Porto identificou três fases prioritárias para o projeto: “Na primeira fase pretendeu-se modernizar a sala de comando, a fase seguinte envolveu a restruturação da rede de dados e, mais tarde, todo o Data Center”, explica Pedro Vieira, Diretor de Sistemas de Informação e de Inovação na Águas do Porto.


O desafio

A sala de comando da Águas do Porto desempenha
um papel fundamental na gestão do dia-a-dia da empresa e esta deparava-se com a incapacidade de gerir, de forma estável, o sistema de apoio à operação, no terreno. Aliada a esta realidade, existia ainda uma forte preocupação com a eficiência energética e questões ambientais. Segundo Sérgio Queirós, Gestor de Projeto da Decunify, as “principais vulnerabilidades identificadas, tanto na sala de comando como no restante edifício, encontravam-se ao nível da fiabilidade e performance da rede de dados”.

No Data Center existente, verificou-se que os sistemas de alimentação ininterrupta de energia (UPS) e unidades de frio já não asseguravam a capacidade e resiliência que um ambiente desta natureza exige.
A construção de um novo Data Center, no mesmo local do existente, era um dos maiores desafios pois, como relata Sérgio Queirós, “havia a necessidade de garantir a continuidade da operação da empresa, de forma ininterrupta, em simultâneo com a reformulação de componentes críticos”


A solução

O projeto de modernização da Águas do Porto deu origem à reformulação da redes de dados, tanto ao nível da cablagem estruturada como ao nível dos switches de acesso, bem como uma nova infraestrutura de alimentação de energia, à nova sala de comando, suportada por um grupo gerador de emergência. Este espaço contou, ainda, com a instalação de meios de visualização, para suporte à monitorização e controlo das operações da empresa.

Ao nível do Data Center, o projeto implicou a desmontagem da infraestrutura já existente, o que requereu um planeamento prévio detalhado de todas as atividades, incluindo medidas de contingência e planos de “rollback”, que tinham como objetivo garantir que a operação da empresa nunca fosse afetada.

A construção do novo Data Center incluiu uma estrutura com paredes, tetos e pavimento constituídos por materiais de última geração, em termos de segurança e eficiência energética, que obedecem a normas europeias. Já no seu interior, instalaram-se novos bastidores, UPS, sistemas de frio de proximidade, sistema automático de extinção de incêndio e diversos outros equipamentos, na área da monitorização ambiental e da segurança.

 

Os resultados

A implementação de uma solução moderna que garantisse, do ponto de vista físico, a estabilidade e fiabilidade necessárias a uma empresa que trabalha todos os dias e a todas as horas, era um ponto fundamental à implementação da plataforma tecnológica da Águas do Porto.

Com a implementação deste projeto, houve um aumento da eficiência e da capacidade de gestão da operação. “Do ponto de vista prático, deixamos de ter problemas de interrupções de comunicações, de energia, de acesso a dados, que eram gerados pela falta de organização dos nossos sistemas que tinham crescido organicamente nos últimos 20 anos”, revela Pedro Vieira.

Através desta reorganização foi notória a diminuição significativa de incidentes além de “uma maior robustez” das operações, tal como refere o Diretor de Sistemas de Informação da Águas do Porto.

A Decunify, como parceira da Águas do Porto, implementou estas soluções tendo como objetivo principal proporcionar um aumento da eficácia e significativa melhoria da eficiência, que deram resposta às carências e dificuldades existentes, e que resultaram num real valor acrescentado para o seu cliente. Para Sérgio Queirós, o resultado foi extremamente positivo e registaram-se, de imediato, “inúmeras melhorias que fizeram com que a equipa de IT da Águas do Porto tivesse menos preocupações e mais tempo disponível para a gestão de outras tarefas igualmente críticas”.

Tags

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 11 Dezembro 2017

IT INSIGHT Nº 11 Dezembro 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!