Projeto "Connective" centralizará reserva de viagens em diferentes meios de transporte na Europa

O projeto é liderado pela Indra e, com apenas uma clique, permitirá reservar uma viagem em diferentes meios de transporte, em vários países europeus.

Projeto "Connective" centralizará reserva de viagens em diferentes meios de transporte na Europa

A Indra começou a trabalhar no desenho e desenvolvimento de uma framework de interoperabilidade que será a base de uma futura plataforma de transportes europeia através da qual os cidadãos poderão planear as suas viagens e reservar com apenas um clique o bilhete para o seu destino, que inclua desde o estacionamento para a sua viatura, o comboio, avião, metro, autocarro e/ou serviço de car sharing.

A empresa lidera o projeto "Connective" (Connecting and Analysing the Digital Transport Ecosystem) que facilitará a transformação digital do ecossistema de transportes através de uma plataforma na nuvem que permita intercambiar e consumir informação entre sistemas, serviços e fornecedores de transporte de modo interoperável. Graças ao uso de tecnologia de interpretação semântica, os fornecedores de serviços poderão integrar-se no ecossistema e colocar os seus dados à disposição de serviços e utilizadores de forma transparente.

A definição, desenvolvimento e implementação deste ponto de referência, com mecanismos para aceder à informação sem afetar os sistemas atuais, com ferramentas e ambientes de desenvolvimento, permitirá oferecer aos cidadãos uma experiência de transporte integrada e personalizada e ampliar a atração pelo comboio como meio de transporte. O objetivo é facilitar as deslocações multimodais, que combinam diferentes meios de transporte público e privado.

“O objetivo é facilitar ao passageiro a utilização do comboio, avião, autocarro e metro em percursos internacionais sem ter que aceder a quatro sistemas de reserva diferentes”, explica a diretora-geral de Transportes da Indra, Berta Barrero. “Graças à integração destes serviços de viagens com o apoio de tecnologias digitais inovadoras, o utilizador poderá aceder através de um ponto único e de forma transparente, simples e intuitiva”.

Toda a informação integrada, graças à nova framework, juntamente com a dos próprios utilizadores permitirá obter informação valiosa, através de tecnologias de big data e business analytics, que contribuirá para melhorar a operação dos sistemas e a experiência dos utilizadores.

Precisamente, uma das bases tecnológicas do projeto Connective será a Minsait IoT Sofia2, a plataforma de IoT com capacidades big data e cloud da unidade de transformação digital da Indra. Neste caso, será aplicada ao transporte, reforçando a experiência e a tecnologia da Indra para a gestão integrada da mobilidade.

 

Projeto chave na Shift2Rail

O projeto Connective, desenvolvido por um consórcio liderado pela Indra e do qual fazem parte as empresas Thales, HaCon, Diginext, Network Rail e Ansaldo, tem um papel chave na Shift2Rail, a principal iniciativa de inovação europeia no setor ferroviário, e tem como objetivo a criação de um ponto de referência e ferramentas que sustentem todos os desenvolvimentos que se estão a levar a cabo nos diferentes projetos do programa IP4, “IT for an attractive railway”, do qual também faz parte.

O programa IP4 tem como objetivo o desenvolvimento de novas soluções e serviços TIC que permitam melhorar a experiência do passageiro e fomentar a atração pelo comboio, proporcionando acesso a uma oferta completa de viagens multimodais, de forma transparente para o utilizador.

Tags
Notícias relacionadas

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 12 Março 2018

IT INSIGHT Nº 12 Março 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!