Realidade Virtual e Aumentada: adoção vai acelerar nos próximos anos

De acordo com a IDC, deverá registar-se um crescimento 103% até 2020 das vendas de dispositivos de Realidade Virtual (Virtual Reality, VR) e Realidade Aumentada (Augmented Reality, AR)

Realidade Virtual e Aumentada: adoção vai acelerar nos próximos anos

O novo tracker da IDC, programa de investigação direcionado ao mercado da VR e da AR, divulgou dados relativos ao mercado OEM no que diz respeito ao terceiro trimestre de 2016 e abrange uma série de produtos, tecnologias e geografias. Além de ter analisado o Q3 de 2016, a IDC utilizou os seus dados para dar a conhecer as suas previsões para os próximos anos relativamente a este mercado.

“É com grande satisfação que agora somos capazes de publicar uma base de dados robusta que cobre os mercados de AR e VR. As equipas têm vindo a trabalhar sobre as tecnologias de AR e VR há dois anos, e conseguir finalmente mostrar os resultados é gratificante”, refere Ryan Reith, program vice president.

A DC prevê que, até 2020, as vendas de dispositivos de AR e RV cresçam 103,3%, que se traduzirá em 76 milhões de unidades vendidas. Este crescimento deve-se, sobretudo, aos preços cada vez mais acessíveis destes equipamentos.

No entanto, no que diz respeito à AR, poderá existir um momento de estagnação, à medida que mais tecnologias acessíveis entrarão no mercado.

Atualmente, os  dispositivos contemplados são os visualizadores de VR que se adaptam aos smartphones, tais como o Samsung Gear VR, os head-mounted displays (HDM) e os HDM únicos, como os HoloLens da Microsoft.

“O ano de 2016 foi um ano de definição para a AR, à medida que milhares de consumidores começaram a jogar Pokemon Go e, no que diz respeito à parte comercial, developers e até mesmo empresas finalmente começaram a poder utilizar o HoloLens da Microsoft”, indica Jitesh Ubrani, senior research analyst, IDC Mobile Device Trackers. “A AR pode estar em vias de ser o condutor da mudança na computação, de tal modo que conseguirá rivalizar com o smartphone. Contudo, a tecnologia ainda não está totalmente apurada e tem um longo caminho a percorrer até ser adotada em massa”.

A IDC sublinha ainda que, embora se preveja que a AR represente uma maior oportunidade de negócio a longo prazo, será a VR que deterá a maior fatia das vendas no próximo ano. “Este ano verificámos um elevadonúmero de lançamentos de produtos de VR por parte de players-chave do mercado como a Oculus, a HTC, a Sony, a Samsung e a Google. Nos próximos 12 meses veremos um número crescente de fabricantes de hardware a entrar no mercado, com produtos que vão desde os visualizadores para smartphones até HDMs. O mercado de VR e AR está a mostrar-se promissor e será entusiasmante assistir à sua evolução”, refere Tom Mainelli, program vice president, Devices & AR/VR.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!