Empresas deverão adotar armazenamento software-defined nos próximos 12 meses

De acordo com um estudo realizado pela Suse, cerca de 95% das empresas demonstram interesse em abordagens mais flexíveis para o armazenamento, enquanto cerca de dois terços (63%) revelam ter um plano de adoção de armazenamento software-defined nos próximos 12 meses

Empresas deverão adotar armazenamento software-defined nos próximos 12 meses

O estudo da Suse, conduzido pela Loudhouse, recolheu o testemunho de mais de 1.200 decisores de TI em 11 países e numa ampla variedade de indústrias, com o objetivo de apurar o interesse das empresas na adoção de armazenamento software-defined.

Para 81% dos inquiridos, este tipo de abordagem de armazenamento é bastante atrativo, sendo que 72% avaliam o seu armazenamento com base no cost of ownership mais baixo. Cerca de 73% concordam que todas as empresas são empresas de armazenamento, amplificando a ligação entre o armazenamento de dados e fatores críticos de negócio.

Os níveis de escalabilidade elevados são outro fator de diferenciação para os participantes no estudo da Suse. Para 96% das empresas a escalabilidade de negócio do armazenamento software-defined é uma mais-valia, ao passo que 95% consideram atrativa a sua escalabilidade de tempo, performance, técnica e de custos.

O maior benefício expectável do armazenamento software-defined é a melhoria da performance de sistema, de acordo com mais de metade dos inquiridos (52%). Outros benefícios expectáveis incluem a facilitação da web moderna, aplicações e serviços móveis e de big data, custos de suporte e manutenção reduzidos, apoio a modelos de negócio inovadores e facilidade de desenvolvimento.

De acordo com o estudo, mais de metade dos inquiridos acredita também que a adoção de cloud (54%) e big data analytics (50%) são tendências significativas que irão acelerar a mudança da indústria para o armazenamento software-defined.

O interesse no armazenamento software-defined também se estende à tecnologia subjacente, uma vez que 75% das empresas considera uma abordagem open source à sua infra-estrutura de armazenamento. Cerca de 42% estão já a considerar o open source para fazer face às suas necessidades de armazenamento.

“Não é segredo que os dados vão continuar a crescer a um ritmo elevado, por isso é imperativo que o armazenamento dos dados seja escalável e comportável”, disse Gerald Pfeifer, vice-president of Products and Technology Programs da Suse. “Este estudo confirma que as empresas estão ativamente a procurar soluções para fazer face a este fenómeno e o armazenamento software-defined vai ao encontro do desafio. A SUSE está a liderar o processo, ao ajudar os clientes a gerir os dados com software de armazenamento open source que escala e com um modelo de preço extremamente atrativo”, acrescenta.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 9 Outubro 2017

IT INSIGHT Nº 9 Outubro 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!