Inteligência artificial levará a um aumento do PIB mundial em 2030

Segundo um relatório da PwC, a inteligência artificial aumentará perto de 16 biliões de dólares ($15.7 trillion) o PIB mundial em 2030

Inteligência artificial levará a um aumento do PIB mundial em 2030

O relatório, “Sizing the price. What is the real value of AI for your business and how you can capitalize it” foi elaborado pela PwC com o intuito de avaliar os efeitos da inteligência artificial (IA) sobre a economia mundial.

A consultora estima que a IA conduza a um aumento adicional de 15,7 biliões de dólares ($15.7 trillion) do PIB mundial em 2030, mais do que o contributo combinado da China e da Índia. A PwC chama-lhe mesmo um “game changer”.

Deste valor, 6,6 biliões (42%) serão uma consequência direta do aumento da produtividade que a IA irá gerar, ao passo que 9,1 biliões de dólares advirão de um aumento da procura por produtos resultantes de inteligência artificial.

São três os fatores com mais impacto. Por um lado, ganhos de produtividade empresarial oriundos da automatização de processos (incluindo a utilização de robôs e veículos autónomos); ganhos de produtividade relacionados com um aumento da força de trabalho com recurso a tecnologias de IA (inteligência assistida e aumentada); aumento da procura, decorrente de mais produtos e serviços personalizados/de maior qualidade, graças à IA.

A América do Norte e a China serão as regiões que mais beneficiarão em termos de crescimento: 14.5% e 26.1%, respetivamente. No entanto, também na Europa e na Ásia os ganhos serão consideráveis. No caso concreto da Europa do Sul, o crescimento será de 11,5%, segundo a PwC.   

O estudo inclui também um índice, onde se apontam três áreas com o maior potencial no que diz respeito à IA, em cada um de oito setores: saúde, automóvel, distribuição, serviços financeiros, retalho, comunicação e entretenimento, fabrico, energia e transporte e logística.  

A PwC realça que os maiores ganhos serão registados nos setores do retalho, serviços financeiros e saúde, pelos elevados níveis de personalização associados a produtos, pela facilidade de acesso a dados e também pelas poupanças do ponto de vista do tempo.

Gerard Verweij, global data & analytics leader na PwC, indica que “nenhum setor ou negócio está immune ao impacto da IA” e que “o impacto da produtividade, só por si, pode ser transformacional do ponto de vista da competitividade e até disruptivo”. O analista nota que os negócios que falhem a aplicação da IA “podem ser ultrapassados em momentos de mudança, bem como ao nível dos custos e da experiência, podendo perder uma fatia significativa do seu market share”.

O grande desafio, sublinha, “é saber como reter o talento certo, a tecnologia e o acesso aos dados para tirar o maior partido possível desta oportunidade”.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!