Produtividade de fábricas inteligentes é 30% superior

No âmbito das conferências da Trumpf “Indústria 4.0 – A Fábrica Inteligente”, que decorreram nas cidades de Lisboa e Porto, a Indústria 4.0 está a revolucionar o futuro das empresas transformadoras, tornando-as mais produtivas

Produtividade de fábricas inteligentes é 30% superior

Numa série de conferências onde recebeu cerca de meia centena de empresáris, a Trumpf colocou em destaque o futuro das empresas.

“A Indústria 4.0, ou a Fábrica Inteligente, consiste na interconetividade digital permanente de todos os passos do processo, tornando-os mais eficientes, flexíveis, rápidos, transparentes e fáceis de manusear e permite aumentar a produtividade das empresas em mais de 30%”. A garantia é deixada por Detlef Kranich, diretor-geral da Trumpf Portugal e Espanha, empresa multinacional de produção tecnológica que está presente em mais de 70 países e concede mais de 11 mil postos de trabalho.

Durante as conferências, o responsável utilizou o exemplo dos smartphones como algo que mudou o quotidiano das pessoas devido à “interligação inteligente de todas as aplicações num sistema conjunto” para explicar que o mesmo está a acontecer nas fábricas.

“A Indústria 4.0. não é um produto individual, mas um conceito para conexão em rede e, por conseguinte, utilização de dados globais. Já existe um conjunto de serviços que põem em prática este conceito, que internamente designamos de TruConnect, e cuja aplicação prática em várias empresas comprovam que o potencial de poupança e de otimização de processos é impressionante”, explica Detlef Kranich.

Em causa estão serviços que permitem, por exemplo, que os orçamentos sejam feitos totalmente numa plataforma online; a abolição do papel na produção através da implementação de um código em que a máquina automaticamente carrega o programa indicado e mostra o plano de configuração correspondente; um software que permite controlar todo o processo de fabricação; ou ainda uma ferramenta web que mostra todos os indicadores de produtividade importantes do processo de fabrico.

“Todas estas ferramentas permitem às empresas pouparem tempo, dinheiro e recursos e, acima de tudo, colocando-as ainda mais focadas nos principais desafios que a indústria hoje enfrenta, e que as empresas em Portugal tão bem sabem, que são as encomendas cada vez mais costumizadas, em quantidades mais pequenas e com um prazo de entrega cada vez mais curto”, conclui o diretor-geral da Trumpf.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!