Startups já podem candidatar-se ao Lisbon Challenge’17

As startups tecnológicas já se podem candidatar ao programa internacional de aceleração de três meses. As inscrições para o Lisbon Challenge’17 estão abertas até ao próximo dia 15 de julho

Startups já podem candidatar-se ao Lisbon Challenge’17

A edição deste ano do Lisbon Challenge traz como principal novidade o facto de este programa migrar de um formato non-equity, sem qualquer tomada de participações ou investimento, para um acelerador associado a um fundo de investimento. As startups selecionadas, até 10, receberão logo à partida 10 mil euros, em troca de 1,5% do seu capital, sendo este montante assegurado pela LC Ventures, sociedade de capital de risco associada à Beta-i.

A Beta-i procura projetos de base tecnológica nas áreas de machine learning, inteligência artificial, big data, Internet of Things, telecomunicações, retalho, indústria 4.0 e mobilidade. Depois de uma primeira triagem, serão escolhidas até 30 startups para o bootcamp, que dura uma semana e terá lugar no início de Setembro.  Daqui serão selecionadas até 10 startups para o programa de aceleração, que tem lugar ao longo de 10 semanas, e que vai decorrer entre 25 de Setembro e 7 de Dezembro.

“O Lisbon Challenge está no centro da actividade da Beta-i, e por isso estamos sempre a trabalhar para melhorar a qualidade, conteúdos e alcance do programa. Desde o início do programa que o objetivo de ter um acelerador associado a investimento estava nos nosso planos. Sentíamos no entanto que o ecossistema ainda não estava maduro a esse nível, pois não havia deal flow suficiente, nem investidores sofisticados, disponíveis para investir ativamente em startups, mas o ecossistema evoluíu bastante, e parece-nos estar na hora de dar este passo”, salienta Pedro Rocha Vieira, Co-Fundador e CEO da Beta-i.

Em cada edição, as várias equipas têm oportunidade de contactar com mais de 200 mentores e investidores internacionais, ao mesmo tempo que participam em workshops, sessões de prática de apresentação, e eventos de networking. Num ambiente cosmopolita, encontram também diversas oportunidades para fazer crescer a sua rede de contactos, aprender com outras equipas, e evoluir todas as semanas.

O Lisbon Challenge arrancou em 2013 e, ao longo das suas sete edições, contou já com a participação de 185 startups, de 28 países. As equipas que passaram por este programa somam algo como 54 milhões de euros de investimento total (das nossas 175 startups ‘Alumni’, 40% recebeu investimento, sendo que 4 delas entraram no YCombinator, 4 no TechStars e 2 no Seedcamp).

Startups como a Uniplaces, a plataforma de acomodação para universitários, a Infraspeak, segunda startup portuguesa a ser investida pela 500 Startups, ou a Unbabel, uma plataforma escalável de serviços de tradução, passaram todas por este programa no passado.

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 11 Dezembro 2017

IT INSIGHT Nº 11 Dezembro 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!