CIONET lança PayChallenge a pensar na regulamentação PSD2

A ação que tem como objetivo promover a inovação no sistema de pagamentos tendo em vista a nova regulamentação PSD2, entrará em vigor em janeiro de 2018.

CIONET lança PayChallenge a pensar na regulamentação PSD2

A CIONET, comunidade europeia de executivos de TI, tem a decorrer o desafio PayChallenge: Rethinking Payment Services, uma ação que pretende promover a inovação no sistema de pagamentos tendo em vista a nova regulamentação PSD2 que irá entrar em vigor em janeiro de 2018. A Payment Services Directive (PSD2) representa uma nova era de pagamentos seguros na União Europeia, possibilitando uma maior transparência e proteção contra a fraude. Com ela chegam também alterações profundas para o setor bancário. A principal reside no facto das instituições bancárias passarem a ser obrigadas a ter APIs abertas, ou seja, terão de dar o acesso dos seus serviços de pagamento a terceiros, inaugurando a era do "open banking". Com a PSD2, as entidades e os clientes podem realizar uma transação de forma direta, deixando a instituição bancária de ser o intermediário.

O PayChallenge consiste em desafiar os interlocutores do ecossistema financeiro a desenvolver soluções inovadoras em serviços de pagamentos que atuam sobre uma plataforma de dados anonimizados da responsabilidade da Open Bank. Pretende-se que esta iniciativa origine uma série de ideias inovadoras e concretas para que o PayChallenge se torne num espaço de partilha de conhecimento entre todos os interlocutores do ecossistema financeiro.

As inscrições podem ser feitas de imediato através do website da iniciativa (www.pay-challenge.com), terminando a 15 de setembro. A apresentação dos projetos finalistas acontecerá no dia 6 de Novembro, no Museu do Dinheiro.

Existem quatro categorias de participantes - Bancos, Empresas, Startups e Universidades – nas quais poderão ser desenvolvidas soluções para um dos sete challenges propostos pela CIONET e pela Portugal Fintech.

A construção dos challenges foi baseada no desenvolvimento de uma matriz baseada nos novos tipos de serviços de pagamentos, que irão ser agora regulados com a diretiva PSD2 - Serviços de Informação de Contas (AIS) e Serviços de Iniciação de Pagamentos (PIS)- e no foco do modo da aplicação - Inovação do Serviço e Melhoria na Segurança e Fiabilidade na Informação. Com  base nos quatro macro challenges resultantes desta matriz foi possível delinear sete challenges específicos que focam diferentes funcionalidades, públicos-alvo ou indústrias.

O desafio PayChallenge: Rethinking Payment Services tem como "host" o  Banco de Portugal e parceiro a Portugal Fintech.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!