1º Retrato Digital das PME portuguesas: maioria num estado embrionário de maturidade

A PSE – Produtos e Serviços de Estatística publicou o 1º Retrato Digital das PME Portuguesas, numa parceria com o IAPMEI. O estudo deixa claro que a maioria das pequenas e médias empresas estão ainda numa fase muito inicial de adoção do digital

1º Retrato Digital das PME portuguesas: maioria num estado embrionário de maturidade

As PME estão a dar os primeiros passos na adoção de tecnologias digitais, segundo o 1º Retrato Digital das PME Portuguesas, estudo realizado pela PSE – Produtos e Serviços de Estatística, que inquiriu online 1132 PME de seis grandes setores de atividade: comércio, serviços, agricultura e pescas, construção e indústria e energia. Cerca de metade da amostra (48%) são PME com menos de 10 colaboradores, 39% têm entre 10 e 49 e 14% têm entre 50 e 249 colaboradores.

Entre as principais conclusões, destaca-se o facto de 71% das PME em Portugal reconhecerem a importância de ter uma estratégia digital. No entanto, a adoção está ainda no início - 78% das empresas encontram-se num estádio de desenvolvimento elementar ou inexistente.

Mais: 25% das PME não têm qualquer estratégia digital; 36% são principiantes e 17% têm uma utilização elementar. Verifica-se ainda uma utilizaçao ineficiente dos canais digitais, com o e-mail a ser predominante, por exemplo, para a realização de campanhas, sem que haja métricas associadas.

As principais dificuldades na transformação digital das PME são, segundo o inquérito, a ausência de recursos humanos e técnicos, competências e capacidades, a utilização ineficiente de canais de comunicação, e a falta de cultura analítica.

O estudo realça que as PME de maior dimensão têm um nível de maturidade superior porque apresentam melhor performance em duas dimensões: recursos humanos e analítica.

Para o desenvolvimento digital das PME, o estudo destaca claramente a necessidade de aposta no desenvolvimento de planos de marketing digital com o envolvimento de especialistas (outsourcing), a formação dos recursos humanos e a criação de pequenas estruturas internas dedicadas ao digital e a definição de métricas e indicadores de negócio para a criação de uma cultura analítica.

O estudo pretende complementar as iniciativas que se encontram em curso em Portugal na área Digital, como a Agenda Portugal Digital, Programa Indústria 4.0, a Iniciativa Nacional de Competências Digitais e.2030 e outros.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!