Novo consórcio coloca blockchain ao serviço da segurança alimentar 

Dole, Driscoll's, Golden State Foods, Kroger, McCormick and Company, McLane Company, Nestlé, Tyson Foods, Unilever e Walmart integram a nova plataforma IBM Blockchain 

Novo consórcio coloca blockchain ao serviço da segurança alimentar 

Um grupo de empresas líderes em fornecimento alimentar anunciaram uma colaboração com com a IBM, na área do blockchain, que visa fortalecer ainda mais a confiança dos consumidores no sistema alimentar global. O consórcio inclui a Dole, Driscoll’s, Golden State Foods, Kroger, McCormick and Company, McLane Company, Nestlé, Tyson Foods, Unilever e Walmart que vão trabalhar com a IBM para identificar novas áreas onde a cadeia de fornecimento global pode beneficiar do blockchain. 

Muitas das questões críticas que afetam a segurança alimentar, como a contaminação cruzada, a propagação de doenças transmitidas por alimentos, o desperdício e o custo económico de retirar produtos do mercado, são acentuadas pela falta de acesso à informação e à rastreabilidade dos alimentos. Pode levar semanas para identificar o ponto preciso da contaminação, causando novas doenças, perda de receita e produtos desperdiçados. Por exemplo, levou mais de dois meses para identificar a fonte de contaminação numa recente incidência de salmonelas em papaias nos Estados Unidos da América. 

O blockchain é a tecnologia que permite responder a estes desafios, estabelecendo um ambiente confiável para todas as transações. No caso da cadeia global de fornecimento de alimentos, todos os produtores, fornecedores, distribuidores, retalhistas, reguladores e consumidores podem obter acessos autorizados a informações conhecidas e confiáveis sobre a origem e o estado dos alimentos, o que irá permitir que todos os participantes do ecossistema possam rastrear produtos contaminados até à sua fonte, num curto período de tempo, por forma a garantir a sua remoção segura das prateleiras das lojas e impedir a propagação de doenças. 

Este consórcio de empresas está agora a juntar-se à IBM para identificar e priorizar novas áreas onde o blockchain pode beneficiar os ecossistemas alimentares. Este trabalho irá também servir de base para vários pilotos da IBM que irão demonstrar novas formas do blockchain poder impactar positivamente a rastreabilidade global dos alimentos. 

“Ao contrário de qualquer outra tecnologia anterior, o blockchain está a transformar a forma como as organizações colaboram e procuram um novo nível de confiança com base numa única visão da verdade”, afirma Marie Wieck, General Manager, IBM Blockchain. “O nosso trabalho com as organizações de todo o ecossistema alimentar, bem como a nova plataforma da IBM, irá permitir tirar partido do imenso potencial desta tecnologia tão inovadora, tornando mais rápido para as organizações de todas as dimensões e em todas as indústrias passar do conceito para a produção para melhorar a forma como os negócios são efetuados.” 

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

IT INSIGHT Nº 8 Julho 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!